A “Mão de Deus” em Itaipu e no Rodoanel

Por Carlos Magno Gibrail

image001-1

No momento em que a imagem do Brasil surge com positiva ascensão, Copa 2014, Olimpíada 2016, crise econômica resolvida, eis que os deuses da política, assim como o fazem os deuses do futebol, caprichosamente se apresentaram.

Do despreparo fluminense para a luta contra o crime organizado poucos dias após a eleição carioca, ao 10 de novembro quando 88 milhões de pessoas ficaram 5hs e 47 minutos sem luz , seguiu-se apenas três dias para que o Rodoanel viesse a ocupar as páginas policiais.

E, convenhamos, desta vez os deuses capricharam, pois em poucos dias colocaram em igualdade de desvantagens Dilma e Serra os dois candidatos que deverão disputar ano que vem o lugar de Lula.

Como diria Maradona, a mão dos deuses caprichou, pois Dilma com currículo enfatizado no sistema elétrico e Serra na eficiência dos controles públicos, estão com seus pontos fortes abalados pelos episódios do apagão e da queda da viga.

Da mesma forma que nenhum de nós chamaria Dilma para consertar tomada ou Serra para fazer puxadinho, pois sabemos que não tem habilidade para tanto, esperávamos ao menos a informação da causa e o compromisso da não repetição do problema. Dilma e Lobão maus atores e Serra emparedado para explicar pela segunda vez desabamento em grandes obras, não se avexou e usa o apagão como bandeira de seu partido na campanha política.

Dos técnicos já sabemos que não foi nem intempérie climática nem outro efeito externo a causa e tudo indica que erro humano é a aparente resposta, tanto para Itaipu quanto para o Rodoanel.

Na questão da energia elétrica, J. Tannus engenheiro eletricista, contemporâneo da Light explica:

“Na década de 70, a título de exemplo, a Light Serviços de Eletricidade S.A. era a empresa responsável pelo abastecimento de energia elétrica na cidade de São Paulo. A Light, do ponto de vista técnico, era auto-suficiente. Herdeira da competência canadense, cujo proprietário era a empresa Brascan Limited. Estava estruturada para dar conta de todas as atividades necessárias para suprir a cidade de São Paulo de energia elétrica: Planejamento, Projeto, Construção e Operação de Usinas, Linhas de Transmissão, Subestações e Distribuição. Até que o processo de terceirização começou a mudar o perfil da empresa e das responsabilidades do corpo técnico. Hoje, a Eletropaulo, herdeira da antiga Light Serviços de Eletricidade, praticamente terceiriza tudo aquilo que era de competência da antiga empresa. E as conseqüências negativas são inúmeras. A principal delas, a meu ver, é a falta de engajamento e de perspectiva profissional do corpo técnico envolvido com as várias atividades ligadas ao suprimento de energia elétrica, uma vez que boa parte é mão de obra de terceiros. E isso certamente tem afetado a qualidade dos serviços oferecidos. Essa armadilha algumas empresas privadas do varejo, por exemplo, não caíram. Os supermercados tendem a verticalização apresentando marcas próprias. Alguns terceirizaram produção e segurança, mas não abriram mão do atendimento final ao consumidor”.

O Vice reitor da ESCOLA POLITÉCNICA da USP, Eng.José Roberto Cardoso, em entrevista a Daniel Bergamasco na FOLHA diz:

“Grandes construções , como a do Rodoanel, precisam de engenheiros experientes, e isso está em falta no Brasil. Há falta de engenheiros realmente bons e experimentados para a execução das obras, para antecipar os problemas que estão acontecendo e agir rápido”.

Eu tenho a impressão que o Eng. Cardoso sabe, lidando com a formação de engenheiros em uma das mais respeitáveis Escolas de Engenharia, que estes seniores estão desempregados e á disposição do mercado. Foram provavelmente demitidos por “excesso” de idade, trocados por juniores com salários mais baixos e correspondente experiência e conhecimento. É a demanda deprimida. Experiente e no estaleiro.

Carlos Magno Gibrail é doutor em marketing de moda e escreve às quartas-feiras no Blog do Mílton Jung. Aproveitou o apagão de terça e o dominó de sexta para refletir em vez de fazer politicagem

10 comentários sobre “A “Mão de Deus” em Itaipu e no Rodoanel

  1. Bom dia Carlos

    O lema dos politicos em vésperas de eleições:

    “Vamos depressa, terminar logo com isso, porque queremos nos eleger nas proximas eleições, e temos que mostrar ao povo que estamos fazendo”

    Mas para que “isso tudo” possa ser mostrado a população “crédula” gastam milhões, verdadeiras fortunas em publicidade, nas tvs, radios, jornais, etc.
    Em troca da qualidade, segurança.

    O absurdo que foi gasto com a campanha antifumo, poderia ter sido empregado na segurança publica, hospitais, saude, educação, estradas, na cidade de São Paulo que está literalmente abandonada, jogada a propria sorte, esburacada, imunda, um lixão a céu aberto, postos de saude fafltam medicamentos, faltam ambulancias, e por ai vai.

    Em quanto isso, vamos tendfo que enfrentar apagões, viadutos despencando sobre nossas cabeças, sequestros, assaltos, trnasito caotico, péssimo transporte publico, p´pessima qualidade de vida.

    Dinheiro tem!

    Só que é utilizado para outras finalidades.

    E todos mundo sabe disto!

    Está mais que na cara!

    Vamos aguardar os pareceres do CREA e do MPSP.

    CAda povo tem o governo que merece!

    Esas vifas deveriam sererm feitas no local e não premoldadas como me disse um engenheiro formado pela politecnica, logo após a tragédia do Rodo anel.

    Será que o reverso da medalha está começando a aparecer

    Deus está fazendo justiça?

    Vamos aguardar mais acontecimentos.

    Abraços
    Armando Italo

  2. Pois é Carlos, como tem “historinha” envolvendo empreiteiras nos últimos anos. Agora, o que mais me irrita é o tal do horário eleitoral gratuito , se um dia isso acabar, será um bem tão grande para a humanidade! Os políticos são apresentados como produtos, intensa repetição, troca de acusações, uma verdadeira chatice pra não dizer outra coisa!
    Abraços

  3. gostei da imparcialidade Carlos! Dificilmente se vê uma visão crítica tão aprumada como esta sua.

    Terceirizar não é o problema, o problema é terceirizar com funcionários mal treinados e mal pagos. E completando o colega Armando Italo: a Lei Antifumo poderia ser estendida até a cracolândia. Dentro de estabelecimentos não pode fumar, mas do lado de fora pode rolar de tudo. Lembrando que as milícias no RJ começaram assim, como cracolândias.

    _

  4. Olá Carlos,

    Os profissionais de RH, são unânimes em dizer : “O candidato tem que ter um perfil PROATIVO”

    “Ser Proativo

    O Planejamento é uma parte-chave para ser proativo
    Ser proativo significa pensar e agir antecipadamente – basicamente, significa prever. É um excelente método para evitar mais trabalho no caminho, mas também pode ser extremamente importante para evitar catástrofes, planejando bem quanto ao futuro e quanto a desenvolver métodos no trabalho, no estudo e em casa que fazem a vida mais fácil não só para você, mas para os outros também. Muitos de nós vemos pessoas proativas como instigadores de atitude e idéias criativas na sociedade.” (wickhow)

    Temos tecnologia disponível ou até pode ser encomendada para fiscalização e manutenção de obras desse porte, alem do fator humano (novo, maduro e meio passado) que nesses casos são indispensáveis. A pequena despesa desses fatores (pequena proporcional ao orçamento), com certeza evitaria o grande prejuízo que a falta desses detalhes estão causando em todas as grandes obras governamentais.

    Profissionais experientes, competentes e afastados prematuramente, temos aos montes. Isso não se aplica na política em que experiência é usada a favor de outros fatores.

    Abraços

  5. Armando Italo, “la mano de diós” esteve por aí.
    Gastar 1,9 bilhões na Marginal , gastar em propaganda, gastar em reurbanização de favelas, são alguns exemplos de desperdício. Mais ainda depois da recente pesquisa, levada hoje ao ar pela CBN com o Dimenstein em que a educaçãó é a primeira da lista de prioridades de acordo com a população que vota.. As obras ficaram em 17o lugar..
    Outra informação é que o dinheiro gasto no RIo pelo governo federal na recuperação de favela com 1200 moradores poderia ser doado para construir 1200 casas de 80 mil reais.
    A favela sempre trará consequências ruins, pois pressupõe a ausência do Estado e a consequente normatização, dando lugar ao controle pelo crime organizado.

  6. Gabriel Leão, é dificil de acreditar que estes homens públicos possam crer naquilo que dizem e mais, que os eleitores venham a acreditar.
    O Jô Soares quando abandonou o humorismo disse que não dava mais para competir com o mundo real.
    O Macaco Simão de vez em quando se queixa também desta concorrência.

  7. Hilton, de principio também pensava assim. Hoje mudei de idéia e acho que é um beneficio para o eleitor, pois os candidatos e os partidos se apresentam de forma que qualquer olhar um pouco mais atento irá perceber a inconsistência das mensagens. Isto quando elas existem, pois na maioria das vezes se ocupam dos adversários.
    A partir daí passo a não entender que tipo de orientação de Marketing estão recebendo.
    Por exemplo , quando um candidato está atrás nas pesquisas começa a atacar o lider. Ora, a repetição do nome do lider das pesquisas só favorece o próprio lider.
    Neste processo vem á tona a verdade. Não há mensagens, não há planos. Há acusações e baixo nivel intelectual.

  8. Junior Produtor, agradeço a mensagem.
    A terceirização tem um problema de origem, pois na maioria das vezes a intenção é somente fugir de impostos e obrigações trabalhistas.
    Até aí, entendemos pois a obrigação dos dirigentes é a busca de resultados, entretanto terceirizar não é só reduzir despesas.
    Terceirizar deveria ser a busca de especializações , algo como uma estrutura organizacional departamentalizada onde se aglutinaria determinada função , ou estrutura organizacional por projetos, chamada também de matricial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s