Novo órgão de transporte terá mais poder que EMTU

 

Governo paulista quer construir rede metropolitana de transporte público em todo o Estado reduzindo a dependência do automóvel. São Caetano sai na frente.

EAOSA 816

Por Adamo Bazani

O Estado de São Paulo pretende criar um órgão para planejar e executar projetos integrados de mobilidade com a intenção de estruturar uma rede que ligue todas as cidades paulistas. Seria a AMT – Autoridade Metropolitana de Transportes com papel semelhante ao da EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, que tem suas ações voltadas apenas para as três regiões metropolitanas (Campinas, Baixada Santista e São Paulo) e atua nos transportes intermunicipais por ônibus e de fretamento.

A AMT integraria também os transportes intermunicipais de outras regiões e promoveria a interligação com trens e metrô, e a EMTU seria mantida com as atribuições habituais.

Segundo o Secretário Metropolitano dos Transportes, José Luiz Portella, o projeto começou a ser desenvolvido há um ano e meio e, além das linhas intermunicipais, vai contemplar também as linhas internas de cada cidade. Uma tentativa de corrigir o que o próprio secretário diz ser um erro, pois serviços intermunicipais e municipais se sobrepõem, dividem o mesmo espaço urbano, e não há ao menos uma troca de informações entre os gestores. Para isso, o projeto prevê a criação de consórcios em cada uma das regiões. As cidades não serão obrigados a participar desses consórcios.

Com o planejamento e operação em conjunto, contando com as empresas privadas, a AMT teria capacidade de oferecer estímulo para o aumento da qualidade e produtividade dos serviços e integração tarifária real.

O blog teve acesso a partes do projeto.

Em relação à qualidade, melhorias de frota, de malhas e capacitação profissional dos operadores são pontos em destaque. Sobre a questão da produtividade, a ideia é reformular, em parceria com os municípios, trajetos ociosos, privilegiando aumento de oferta nas linhas de maior demanda. A integração tarifária já leva em conta a possibilidade de uso de modais diferentes por um valor fixo. Segundo o projeto, os custos dessa integração, alvos de estudo, seriam compensados pela maior produtividade e viabilidade dos serviços.

A implantação de monotrilhos e VLTs – Veículos Leves sobre Trilhos já está inclusa no pacote de integração.

O projeto da AMT – Autoridade Máxima de Transportes – visa criar mecanismos para desestimular o deslocamento de carro., mas para isso o transporte coletivo teria de aumentar a qualidade.
Esse projeto foi inspirado em modelos de transportes integrados já existentes na Espanha, Inglaterra e Estados Unidos, este último país, no qual os ônibus são integrados até com as ciclovias.

Em relação aos consórcios das cidades, estes teriam de se reportar sempre a AMT que analisaria e aprovaria ou não os projetos locais.

A ideia, segundo fontes ligadas a área de transportes, é remodelar as operações por ônibus, trem e metrô para melhorar a mobilidade no dia a dia dos passageiros e também preparar São Paulo para receber a Copa do Mundo do Brasil de 2014, quando a demanda por transportes de qualidade será maior.

Primeiros passos

A criação da AMT depende ainda de aprovação da Assembleia Legislativa de São Paulo, mesmo assim a primeira parceria para integração de transportes entre um município e o governo estadual já foi firmada, dentro dos parâmetros de funcionamento do futuro órgão.

De acordo com informações do jornal Diário do Grande ABC, o prefeito de São Caetano do Sul, Auricchio Júnior, e o Secretário de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, elaboraram projeto para integrar os ônibus da cidade com os demais meios de transportes de outras regiões de São Paulo, incluindo a Capital Paulista, demais municípios do ABC e outras cidades próximas a Capital. Para Portella e Auricchio foi a primeira experiência para a integração de serviços de mobilidade nos moldes a AMT – Autoridade Máxima de Transportes.

O objetivo do encontro foi expor ideias para a melhoria dos transportes intermunicipais em São Caetano do Sul e como a cidade pode ajudar, pelo seu sistema de transportes local, outras regiões ligadas a ela. Protocolo de intenções entre a Secretaria Metropolitana de Transportes e a cidade de São Caetano do Sul será assinado.

Os técnicos de transportes do município do ABC Paulista diagnosticaram os principais problemas e lacunas nos serviços por ônibus. A partir destes dados, os profissionais devem realizar estudos temáticos separadamente para depois compor um conjunto de propostas que farão parte do acordo entre Governo do Estado de São Paulo e Prefeitura de São Caetano do Sul.

A população deverá ser consultada, já que estão previstas no cronograma do projeto pesquisas quantitativas e qualitativas com o usuário de transportes de São Caetano do Sul.
Em entrevista ao jornal Diário do Grande ABC, o prefeito José Auricchio Júnior, afirmou que essa nova parceria, já contando com a atuação da Autoridade Máxima de Transportes, vai preparar a cidade de São Caetano do Sul para a Estação Tamantuateí do Metrô e para a implantação de um sistema de Metrô Leve no território sul sãocaetanense.

Adamo Bazani, repórter da CBN, busólogo, escreve no Blog do Mílton Jung

12 comentários sobre “Novo órgão de transporte terá mais poder que EMTU

  1. Isso que é competência! O transporte público paulista definhou nos “governos” tucanos e agora criam mais um órgão, em vez de cuidar dos vários já existentes.
    Pra quê 4 empresas estaduais de transporte de massa? Não seria mais racional unificar e administrar corretamente, em vez de dividir mais?
    Espero que, pelo menos, comecem a mostrar serviço. No ritmo dos últimos 16 anos, simplesmente não dá!
    Abraços,
    Grilo D

  2. Parabens, Sao Paulo. Como sempre o "Pioneiro" Que lindo projeto ! O que mais me empolga eh o respeito ao cidadao brasileiro, tao sofrido no dia a dia e com um sistema de transporte falido. Tambem as tarifas devem ser de acordo com o "bolsinho" do povo. Ja pensou, depois de um dia de trabalho embarcar em um onibus ou trem com ar condicionado, sem super lotacao, seguranca … Parece que precisamos ter mais eventos de Copa Mundial para organizar nossa casa. Espero que um projeto ambicioso como esse seja seguido em ambito nacional e realmente eficaz. Alias, seja debatido entre os municipios, os mais interessados em tudo isso, abertos os debates com a populacao local, e que realmente sejam ouvidas suas necessidades BASICAS, como acontece no paises dos quais COPIAREMOS esses modelos TAO OBVIOS, e a concessao seja, sem duvida dada a nos, pois nao necessitamos de projetos de desenvolvimento com o estrangeiro, temos profissionais competentes aguardando, certo ? E por que nao sonhar um pouco mais e ver nosso Brasil de norte a sul com excelente transporte ? Temos tudo para isso. Precisamos ou nao melhorar esse aspecto, tambem ? De qualquer forma estamos andando. O caminho a percorrer eh longo, porem, inevitavel. Estejamos atentos para nao desperdicar tudo o que vem por ai.

  3. A iniciativa da AMT até é boa, mas a minha duvida fica nas especificações de cada função se compararar a AMT e a EMTU. Mas o que importa que seja bem planejadas os assuntos sobre o transporte metropolitano. Em relação a RMBS (Região Metropolitana da Baixada Santista) estamos aguardando a abertura da licitação do VLT conforme o Governo Paulista nos prometeu.

    abraço,

    Werter de Jesus
    Defesa do Trólebus-Santos

  4. Parabens, Sao Paulo, Pioneiro. Espero que teu exemplo seja seguido nacionalmente, e com a participacao ABERTA a todos, tambem, que a concessao seja dada a nos, ja que copiamos modelos estransgeiros, sem necessidade, pois temos profissionais em abundancia para isso. E as tarifas de acordo com o nosso “bolsinho”. Tambem que seja desenvolvido o transporte de norte a sul. Ja e hora, nao ?

  5. Zayra, não se iluda. A Copa vai fazer as cidades acertarem e modernizarem o transporte sim, mas somente entre estádios, hotéis e centros de imprensa. Foi o que vi acontecer no Pan (Rio 2007). E pior: depois, volta toda a bagunça. Nada de “legado”, como tanto disseram nossas autoridades. É uma pena, mas o Brasil ainda é assim. E só nós podemos mudar, participando ativamente do processo político no dia a dia (não só no dia de eleição).

  6. Neste ano de eleições, evidenciando o estado de são Paulo, quantas inaugurações, projetos, idéias brilhantes, planos estão surgindo do dia para a noite!
    Agora mais um novo orgão para gerir onibus!
    E o mais interessante!
    -A proposta do governo com este novo órgão e retirar carros das ruas, das estradas, etc.
    Pergunto:
    Porquê somente agora esta ideia?
    Porquê não foi feito isto antes do caos que se encontram as cidades e seu transito infernal:
    Mas ai é que pega:
    construir grandes avenidas, viadutos, estacionamentos, publicidade ferrenha na midia de automoveis, etc isso tudo foi feito ao longo dos anos e o transporte publico, foi ficando para tráz.
    Obviamente que não sou contra inovações, projetos que venham beneficiar o pobre contribuinte.
    Mas faço ai outra pergunta:
    Quem sera que vai trabalhar neste novo órgão publico?
    Is the question.
    Atualmente o povo está muito com os dois pés atraz, e toda ideia vinda de governantes, por mais boas intenções que seja, estas são duvidosas, taamnhos os escandalos, desmandos, excesso de "otoridade" politica.
    E eu sou dos que tem os dois pés muit a traz com politicos.
    E quem não está?

  7. Olá Adamo !
    Apesar de não ser busólogo, me interesso pelo assunto e sou (infelizmente) usuário de transporte urbano. E o pior de tudo é que utilizo os ônibus da Viação Imigrantes. Nos últimos tempos tem me impressionado a incompetência da EMTU para realmente fiscalizar os serviços desta e de outras empresas intermunicipais. Sempre envio reclamações por telefone ou e-mail e percebo que a gerenciadora nem se dá mais ao trabalho de responder aos questionamentos. Tenho 2 reclamações em aberto a mais de 2 meses e nada até agora…E olha que quem usa os ônibus da Imigrantes tem muitos motivos para reclamar. Não preciso aqui apontar os problemas pois você mesmo é conhecedor do tipo de serviço prestado pelo Sr. Baltazar aqui no ABC. Daí que não adianta criar uma nova empresa, altarquia, autoridade máxima ou seja lá o que for, pra continuar a ter este tipo de controle. Esse blábláblá sobre a tal da licitação da região é uma vergonha. A EMTU lava as mãos e alguns empresários daqui continuam a transportar pessoas como gado, sem que nenhuma providência séria seja tomada. Na Imigrantes então essa situação está no limite, com seus ônibus velhos e atrasos constantes. A empersa desdenha de seus passageiros e de seus próprios funcionários, pois sempre escutamos dos pobres motoristas o sufoco que enfretam para trabalhar (aliás, segundo eles, muitas vezes os fiscais da EMTU têm levado um dinheirinho pra deixar alguns carros rodarem sem as devidas condições). Um verdadeiro absurdo, sem contar o fato de a empresa colocar microônibus em linhas e horários de grande demanda, não repor veículos quebrados e fazer os carros rodarem sem cobrador (eu mesmo já presenciei vários quase-acidentes devido a essa negligência). Bem…é isso…desculpe o desabafo, mas é impressionante que pagando a tarifa que pagamos e em pleno 2010 tenhamos que utilizar este tipo de serviço, enquanto o governo do Estado joga na tv propagandas como se todo o sistema metropolitano de transporte de São Paulo fosse o melhor do mundo. Um grande abraço e parabéns pelo trabalho que você desenvolve. Luciano Oliveira

  8. Quem planeja, traça o rumo no setor de transportes no nosso país, sempre têm que correr atrás do prejuízo. Culpa de uma mentalidade típica do Brasil que não pensa a longo prazo. Essa “AMT”, éra para ser criada e ter atuação em 100 % da RMSP para ontem…É inaceitável ter um ônibus da EMTU, outro da SPtrans disputando o mesmo espaço…

    Quem ganhará com isso: O empresário, o governo e população…
    Boa iniciativa…

    Parabens pela matéria super pertinente Adamo

    Abraços

    Renato Lobo
    twitter.com/viatrolebus

  9. Creio que já passou da hora de ter esta agência.Precisamos de um transporte que trabalhe cada vez de forma mais unificada.

    Quanto mais integrado o transporte, mais a população será beneficiada.

  10. As intenções sempre são as melhores possíveis, mas as vezes na prática nunca funciona.

    Que o diga o modelo de integração que ocorre na Praia Grande, onde pra entrar na cidade paga-se R$ 2,90 e pra sair dela COM integração paga-se R$ 3,35 e sem escapatória, pois praticamente todas as linhas intermunicipais foram suprimidas dos bairros. Entretanto, se a pessoa for pegar a linha intermunicipal, FORA do terminal, ela sai da cidade SEM integração, pagando os mesmos R$ 2,90.

    Quando questionada, tanto a prefeitura como a EMTU dizem que chegaram nesse valor através de uma média quilométrica. Mas ai questiona-se e as linhas intermunicipais que sobrepunham trajetos dentro da cidade, não foi uma redução de custos que poderia muito bem manter a integração tanto para ida, como para volta custando os mesmos R$ 2,90?

    Tomara que além do conflito de competências entre ATM e EMTU, não gere “burrices” como a citada acima.

  11. TINHA QUE TER UM PESSIMISTA NO PEDAÇO ! PESSIMISTA . EU ?
    AMT …..PARECE QUE ELES FORAM A NEW YORK , VOLTARAM E INVERTERAM AS LETRAS , PORQUE LÁ É M T A , E SIGNIFICA METROPOLITAM E NÃO MÁXIMA..
    CONTINUO A LEMBRAR DE NOSSAS DIMENSÕES ,
    NOSSOS MODELOS NÃO PODEM SER COPIADOS E SIM REPENSADOS . NEW YORK É MUITO MENOR DO QUE SÃO PAULO E TEM 5 DISTRITOS.E AQUI , QUANTOS BAIRROS?QUANTOS DISTRITOS ?
    LÁ ELES TEM O QUE INTEGRAR E AQUI ?
    A " AUTORIDADE MÁXIMA " VAI TIRAR A AUTONOMIA DAS CIDADES DE DECIDIR PELO QUE É MELHOR ?
    NÓS PRECISAMOS DE SOLUÇÕES QUE NÃO DEPENDAM DO FUTEBOL . PRECISAMOS DE SOLUÇÕES CONSTANTES E DEFINITIVAS .
    ISSO PREOCUPA … SE PERDERMOS A COPA O ÔNIBUS NÃO VEM ?
    UM PREFEITO DA CIDADE X ; VEM COM UM MAPA DE RUAS E UM PROJETO NO PAPEL ATÉ O MORUMBI , DECIDIR EM CIMA DE UMA MESA QUAIS AS CARACTERISTICAS DE TAL E TAL LINHA ?
    DESCULPE , DESCULPE .
    SEJA BENVINDA A MTA , DIGO AMT !

  12. Tomara que esse órgão ajude a criar a lei que venha proibir os ônibus de motor dianteiro,essas carcaças já deu o que tinha que dar,poluem mais e prejudica ainda mais a saúde dos motoristas e passageiros,já passou da hora de são paulo ser primeiro mundo dos transportes!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s