A FIFA encurralada

 

Por Carlos Magno Gibrail

Mexicanos reclamam erro em favor da Argentina

Em tragédia anunciada, a FIFA marcou um evento em Pretória na segunda-feira para árbitros e convidou a imprensa para conversar e também aprender a analisar impedimentos.

Na véspera, domingo, 27 de junho de 2010, os dois jogos marcados para as oitavas de final apresentaram erros gritantes, inclusive de impedimento, a olho nu. À sistema eletrônico, nem se discute.

Em Inglaterra x Alemanha depois do primeiro gol alemão com impedimento não anotado, a Inglaterra marcou seu gol de empate quando perdia de 1×2, com a bola entrando 33 cm além da linha do campo, que o árbitro não validou.

Poucas horas após, no jogo Argentina x México, Tevez assinala um gol argentino completamente impedido. Com direito a repetição no telão do estádio.

A Inglaterra, prejudicada agora, beneficiada em 1966, certamente mudará de postura, pois no International Board, órgão incumbido de discutir e aprovar os recursos eletrônicos, do qual participam o País de Gales, a Escócia, a Irlanda e a Inglaterra, os ingleses e irlandeses foram contra o uso de qualquer meio eletrônico para tirar dúvidas.

Beckham e seus compatriotas devem ir adiante, assim como o jornalista escocês Andrew Jennings está há anos denunciando as peripécias da FIFA, e que agora começam a tomar um tom mais grave dada a coerência das incoerências nas estratégias utilizadas.

Jennings, em entrevista à jornalista Flavia Tavares sugere o encurralamento em função da força do futebol brasileiro, e denuncia o motivo da chamada que a FIFA deu no Brasil sobre as futuras obras para a Copa 2014:

Uma fonte havia me dito que Valcke e Ricardo Teixeira tinham tirado férias juntos, estavam de bem. Então, o que está por trás dessa gritaria? É pressão para o governo brasileiro colocar mais dinheiro público nas mãos da CBF. Mundialmente, as empreiteiras têm envolvimento com corrupção. Dá para sentir o cheiro daqui.

É o que já está acontecendo com a Copa de 2014. Qualquer brasileiro com mais de 10 anos sabe que a corrupção já está instalada. Por que ninguém faz nada?

E, para a ocasião das eleições, um recado:

O que me deixa enojado é que os líderes dos países – o primeiro-ministro britânico, o presidente Lula e todos os outros – façam negócio com essas pessoas. Eles deveriam lhes negar vistos, deveriam dizer que não querem se relacionar com dirigentes tão corruptos. E tenho certeza de que, se os governantes se voltassem contra a corrupção da FIFA, teriam apoio maciço dos torcedores/eleitores”.

Tudo indica que as coisas começam a mudar, e as facilidades encontradas pela FIFA serão coisas do passado, pelo menos por parte da mídia e da opinião publica.

A revista CARTA CAPITAL, traz entrevista de Jennings feita por Paolo Manso, em que acusa e aponta provas contra Havelange, Teixeira e Blatter. Sobre João Havelange e Ricardo Teixeira, em resposta à pergunta qual o resultado da chegada de ambos à FIFA e à CBF:

Um “boom” de corrupção! A imprensa suíça escreveu que Havelange e Teixeira embolsaram a maior parte das propinas.

As propinas pagas pela FIFA apenas nos anos 90 são estimadas pelo Tribunal de Zug na Suíça em aproximadamente 100 milhões de dólares.

Andrew Jennings fala sobre quando tudo começou:

Em 1976, o então presidente da entidade, o britânico Sir Stanley Rous, foi deposto. Ninguém podia corromper Stanley. Em seu lugar entrou o brasileiro João Havelange, que era muito corrupto. Foi ele que inaugurou o “sistema”, recebendo propinas via ISL.

São Paulo como sede da Copa 14 provavelmente centralizará ações que irão confirmar ou não as suspeitas das interferências políticas e financeiras em benefício de poucos, e em detrimento de todos. Um dos membros de Teixeira, Marco Polo Del Nero, já voltou da Cidade do Cabo, mas parece que foram ostras estragadas que o trouxe mais cedo.

O ministro dos esportes parece confirmar as preocupações de Jennings, pois escreveu na Folha de segunda artigo defendendo a “construção de um novo estádio à altura de São Paulo”.

A competência demonstrada pela FIFA, a partir de Havelange, no aspecto mercadológico é agora colocada em cheque e em choque quanto à transparência operacional, financeira, gerencial e moral.

A Copa 2010 evidencia falha grave na bola e na arbitragem, itens básicos da base do futebol. Permitir à Adidas tudo, e não permitir à arbitragem nada, é má-dministração ou má-fé.

Fabricar uma bola em que o maior goleiro do mundo em seu primeiro contato já detecta a similaridade com produto de supermercado, é simplesmente falta de tudo. Como sabemos a USP confirmou a avaliação de Julio César, informando que as costuras a menos impedem a circulação do ar, aumentando a sua resistência e ocasionando mudança de direção.

Imprensa e torcedores/eleitores, ao que tudo indica começarão a agir. É o que começamos a fazer. E, acuado, Joseph Blatter também. Informou, ontem, ao pedir desculpas à Inglaterra e ao México, que irá reabrir o processo sobre o uso da tecnologia. Ao mesmo tempo em que se sentindo ameaçado pela interferência de Nicolas Sarkozy no futebol francês, tornando o mau desempenho na Copa assunto de Estado, advertiu publicamente o governo francês.

Quem sabe uma nova Revolução Francesa não estará a caminho?

Carlos Magno Gibrail é doutor em marketing de moda e escreve às quartas no Blog do Mílton Jung

8 comentários sobre “A FIFA encurralada

  1. Ainda em Portugal, o Chefe da Delegação Portuguesa explicou aos jogadores o sistema de disputa: “Serão sete jogos; se ganharmos todos por 1×0, seremos Campeões do Mundo”. Já na África do Sul, depois do primeiro confronto que terminou 0×0, reuniram-se novamente e decidiram: “Vamos marcar logo sete golos nesse time da Coréia do Norte. Assim, não vamos precisar marcar mais nenhum golo nos jogos seguintes.” Só se esqueceram de combinar com o David Villa.

  2. Carlos
    Explicações, poderão acontecer por parte dos cartolas, diga-se, politicos que dirigem a FIFA.
    Só nos resta saber se as explicações serão convincentes, a exemplo das explicações que politicos corruptos dão apopulação.
    Olha só um exemplo ocorrido hoje 01/06.
    A midia noticiou que a lei da ficha limpa iria ser forte, punitiva.
    O que lemos hoje nos jornais?
    Um GRANDE senador entrou com liminar no STF, e assim livrou-se.
    FIFA, CBF, são muito semelhantes.
    Basta ver que as dirige.

    Agora a pouco li também que o STF “abriu algumas brechas”.

  3. Armando Italo,comentário 5.
    Você pode fazer uma previsão o que pode acontecer em São Paulo se construirem um estádio novo.
    Uma questão que não fecha direito no raciocinio são os orçamentos para estádios aqui comparando com os valores que foram investidos na África do Sul.
    Por 250 mihões de dólares se construiu estádio e aqui se exige 650 milhões de reais para reforma .

  4. Carlos,
    Aqui você comenta sobre o que poderá um estádio:

    “Por 250 mihões de dólares se construiu estádio e aqui se exige 650 milhões de reais para reforma .”

    Eu ainda acredito, que de acordo com o andar da carruagem, da ganancia politica e da cartolagem, esse câncer que esta devastando o País do futebol, diga-se CBF tal estádio poderá custar o dobro!
    E ainda querem construir um novo aeroporto proximo ao estádio. no longínquo bairro da zona Norte da cidade mais preciamente em Pirituba, pra quem não sabe onde fica este bairro, vizinho a cidade de Caieiras, onde pretendem construir o novo aeroporto metropolitano, ladeados pela Serra da Cantareira e mata nativa, colinas ao redor.
    Sendo que muito poderia ser feito em termos de revitalização nos estadios existentes extensivo aos aeroportos.
    Só aí é possivel ter uma idéia dos absuros e desmandos politicos / cartolas.
    Só no Brasil mesmo.

  5. Armando Italo, comentário 7
    Quando escrevi o texto, t erça feira , não tínhamos os erros que se seguiram nas partidas seguintes, principalmente a do Paraguai, quando o penalti a favor do Paragaui e defendido, teria que ser repetido pela invasão. Depois a Espanha não teve penalti do seu goleiro logo após ter feito a defesa do penalti batido e não convertido.
    Pior, antes disso houve gol legitimo paraguaio, que foi anulado, parece com alegação que havia participação indireta de jogador paraguaio em impedimento.
    Na coletiva o técnico paraguaio pediu ao homem da FIFA presente que dissesse a Blatter que aguardava o pedido de desculpas.
    Muito bem, a minha previsão é que a FIFA realmente está encurralada. Terá que analisar os recursos à disposição. Mesmo porque os patrocinadores devem estar descontentes com capital investido e perdido.
    A CBF, depois deste episódio do segundo tempo contra a Holanda, também deve explicações, além da questão dos estádios.
    Haverá muita discussão. É o que esperamos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s