Goldman insiste no Morumbi, mas nada está decidido

 

Ainda não decidimos. Este foi o resumo do recado de pouco mais de cinco minutos passado aos jornalistas ao fim do encontro que discutiu a participação de São Paulo na Copa do Mundo de 2014, no Palácio dos Bandeirantes, no meio do dia. Alberto Goldman, governador, Gilberto Kassab, prefeito, e Ricardo Teixeira, presidente da CBF, conversaram sobre as alternativas para que a capital seja palco da partida de abertura do Mundial.

Na reunião, Goldman insistiu na ideia de que o estádio do Morumbi, reformado, é a primeira opção para que a cidade de São Paulo seja sede do Mundial. Em entrevista ao CBN SP, antes do encontro, ele comentou que a CBF e a Fifa poderiam abrir mão de algumas exigências e permitir que o local sirva para a realização do jogo inaugural. A construção do Piritubão, que já foi opção para o prefeito Gilberto Kassab, foi descartada. Goldman reforçou, também, a ideia de que dinheiro público é apenas para obras de infraestrutura, jamais para estádios.

Ouça a entrevista de Alberto Goldman antes da reunião com o presidente da CBF. Ricardo Teixeira

Hoteleiros defendem dinheiro público em estádio

Os empresários do setor de hotéis em São Paulo foram taxativos ao defender o uso de dinheiro público na construção de estádio caso haja algum risco de a cidade perder o jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014. Na entrevista desta manhã, ao CBN SP, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, em São Paulo, Maurício Bernardino, explicou que a oportunidade não pode ser desperdiçada pois o retorno econômico com a presença de profissionais e turistas na cidade compensaria os gastos.

Outros destaques da pauta #CBNSP:

Com biblioteca – Após três anos de reformas, a biblioteca Mário de Andrade foi reaberta, parcialmente, na cidade de São Paulo. Acompanhe a reportagem de Juliano Dip que visitou o local.

Sem buraqueira – É possível fazer obras no subsolo da cidade sem deixar cicratizes, mas para isso é preciso investir em tecnologia. É o que defende o presidente da Associação Brasileira de Tecnologia Não Destrutiva, Paulo Dequech. Ele explicou ao CBN SP que estas técnicas já são usadas pela Sabesp e Comgás, por exemplo, em São Paulo. Desta maneira, as intervenções nas ruas e avenidas podem ser feitas sem a necessidade de se abrir enormes crateras para a troca e implantação de equipamento.

Daqui a pouco, ouça a entrevista de Paulo Dequech que fala, também, sobre a má-qualidade dos reparos feitos no calçamento após a realização de obras.

Época SP na CBN – Maria Alcina e a banda de um homem só são destaques na agenda cultural de São Paulo. Ouça as dicas de Rodrigo Pereira, no CBN SP

4 comentários sobre “Goldman insiste no Morumbi, mas nada está decidido

  1. Prezado Senhor Governador Goldman
    é isso ai!
    Parabéns
    Totalmente apoiado!
    Estamos nessa também!
    Dinheiro publico tem que ser destinado somente em beneficio para a população.
    saude, educação, transporte publico, saneramento, principalmente o metrô que vem capengando com os seus meros quilometros desde a decada de setenta, habitação, mais hospitais, principalmente para idosos, postos de saude, melhorias e ampliação dos aeroportos em operação, como a construção da terceira pista nos aeroportos de guarulhos e viracopos, ampliar a pista do Campo de Marte e mais salas de embarque e desembarque, limpara os rios tiete e Pinheiros, a guarrapiranga que esta um esgoto a céu aberto, etc.
    NADA DE NOVO ESTADIO, TREM BALA e outras “grandes ideias e projetos” que poderão surgir tudo por causa da copa de 2014 no Brasil
    Quanta coisa mais importante, e primordial deve ser feito heim!
    Vale dizer que não estou de forma alguma hironizando o posicionamento de vossa excelencia Sr Governador Goldman.
    Sim enaltecendo.
    Elogiando a sua coragem, disponibilidade e seriedader com relação ao nosso dinheiro e a escorchante tributação que temos que pagar no estado de São Paulo nos dias de hoje.

    Abraços
    Armando Italo

  2. Será que esse povo dos hotéis não entendem que é preferível perder a abertura da copa do que dar dinheiro para estádios, que não passarão de propinodutos? Se eles querem dinheiro público, porque eles não patrocinam as reformas no morumbi como tanto querem?

    É a mesma coisa de cobrar de mim, que não tenho carro, que de dinheiro para custear as estradas, só porque os motoristas não querem pagar pedágio.

    Jamais acharei justificável usar o nosso dinheiro para trazer lucros absurdos para uma certa categoria, durante apenas um mês. Vamos lutar pelo “legado gastronômico”… Menos, por favor.

  3. André
    Uma coisa é certa:

    a maioria dos Empresários, politicos só pensam na sasúde de seus bolsos. e nos lucros de suas epmresas.
    O resto que se dane!
    Mais um lobby em São Paulo
    Dos hotéis, pressionando governo, prefeitura, midia, etc.para que seja construido um novo elefante branco, o novo estádio com erário publico.
    Para depois, nós povão, é que vamos pagar a conta.

  4. E quanto ao deficit de bilhões do INSS, previdencia social como ficam?
    E ainda querem gastar bilhões no tal do trem bala, novo estádio, novo aeroporto, etc tudo para a copa de 2014!!!!
    E os aposentados, etc etc etc………………………………
    Como sempre estes são considerados como os menos importantes e ficarão para depois.
    Fala sério!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s