Canto da Cátia: Uma árvore no concreto

 

Ponte dos Remédios

A imagem feita pela Cátia Toffoletto pode inspirar poesia, mas demonstra descaso. A árvore que insiste em crescer entre o concreto da Ponte dos Remédios, na Marginal Tietê, zona oeste de São Paulo, sinaliza o que havia sido alertado recentemente pelo arquiteto Gilberto Giuzo, do SInaenco – Sindicato da Arquitetura e da Engenharia: a falta de conservação de alguns viadutos da cidade, entre eles o dos Remédios que teve de ser interditado boa parte dessa quarta-feira devido a queda da passagem de pedestre. Em visita que fez ao local há alguns dias Giuzo identificou plantas nascendo entre os vãos da estrutura, além de um emaranhado de fios e aço expostos – informa o jornal Metro.

Uma curiosidade: a prefeitura de São Paulo que teria de dar explicações ao cidadão não divulgou nenhuma informação sobre o incidente e medidas que serão adotadas na capa de seu site. Poderia usá-lo de forma mais prestativa e transparente.

5 comentários sobre “Canto da Cátia: Uma árvore no concreto

  1. Há algum tempo deixei um comentário no seu email sobre o viaduto Antonio Abdo (Tatuape) que pode cair se não fizerem um tratamento nas suas colunas devido a corrosão catódica nas ferragens das mesmas. Isso ocorre devido a falta de proteção que as empresas CPTM e METRÔ deveriam fazer para que isso não ocorra nas estruturas próximas das linhas ferreas. E olha que isso também pode estar acontecendo em outros viadutos ou pontes. Ferragem exposta, sinal de corrosão, uma hora cai, é o que aconteceu na Ponte dos Remédios.

  2. Bom Dia Milton, Catia e aos colegas blogueiros,

    Milton já estamos carecas de saber que esse prefeito de meia pataca esta se lixando para população. O negocio dele é o seu partido.
    A cidade de esta afunadando na sugeira, no crak, as pontes estão caindo aos pedaços, o transito esta um inferno e ele e seus incompetentes dizem que esta tudo bem.
    Já pensou quando comessar chover pra valer? Coitados dos desvalidos.

    Abr

    JR.

  3. A árvore cresce em meio a uma das 4 fendas que chamam a atenção de quem passa na passarela do outro lado da ponte. E não é a única plantinha por ali…. E isso sem que a Prefeitura percebesse…ou percebeu e iria tomar alguma providência sabe-se lá quando…. Enfim, a cidade não merecia mais esse descaso…nós cidadãos muito menos….

  4. A natureza é mesmo uma grande aliada Cátia. Pra essa árvore brotar aí, foi preciso que a semente chegasse até lá. Depois, algum tempo até que germinasse.
    Nenhum responsável pela zeladoria da cidade vai poder dizer que o estrago aconteceu sem aviso. O processo todo levou o tempo da natureza, nossa aliada.
    A fachada do Poupa-Tempo Sé, está nas mesmas condições há anos. Outros muitos prédios públicos, e outras pontes na mesma marginal, idem. A natureza, nossa amiga também nos alerta período das chuvas. Um dia, a ponte ainda afunda! Abraço Cátia.

Deixe uma resposta para jose sinval Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s