Caro e raro leitor,

 

Volto ao ar nessa quarta-feira após uma semana afastado para reorganizar a vida que ficou um tanto confusa depois que tive minha casa invadida por uma quadrilha, meus dois filhos e dois empregados rendidos e pertences roubados. A casa sempre considerei reduto privado de nossa família, onde compartilhamos sentimentos e intimidade, por isso tê-la invadida é uma violência moral muito mais do que patrimonial. Ver seus filhos atingidos por esta violência, assim como funcionários que há décadas têm sua confiança, provoca indignação. Há uma sensação de injustiça que incomoda muito, mas costumo dizer sempre aos meninos que quando nascemos ninguém nos prometeu um mundo justo. Cabe a nós mesmos transformar este cenário agindo com respeito, inteligência e solidariedade – nunca com a mesma violência. Fiquei afastado do programa na CBN, por gentileza da emissora que entendeu meu momento. Não atualizei o Blog nem mantive minhas conversas pelo Twitter porque me faltava vontade de dizer algo. Por alguns dias a impressão é de que tinham roubado minhas palavras e alegria. Aos poucos, ambas estão voltando, graças a Deus. Estamos traumatizados ainda, o que é de se esperar em situações como essa, mas nos recuperamos bem com o apoio de muitos amigos que nos abraçaram das mais diferentes formas. A todos vocês, nosso agradecimento.

34 comentários sobre “Caro e raro leitor,

  1. Milton, os votos de apoio e que este tipo de violência possa ser combatido da forma mais eficiente possível.
    Permita-me nesta hora um comentário sobre o jornalismo policial, pois mesmo sabendo da sua posição em não falar sobre os detalhes da ação que foi vitima, ainda assim fizeram o que tem sido uma rotina. Chamaram a atenção aos assaltos no Morumbi, sem pesquisar os dados efetivos. ´
    Não é a melhor maneira de combater o crime. É preciso mais responsabilidade.

  2. Mílton, sem dúvida foi uma situação terrível para todos vocês e para nós amigos que acompanhamos os desdobramentos desta violência. Bom saber que todos estavam devidamente instruídos para não reagirem neste momento. A integridade foi mantida. Que Deus abençoe a todos.
    Beijos.

  3. Mílton,Big,Gregório e Lorenzo,sofremos com vocês – eu,Jacque,Christian e família,tua gente de Porto Alegre – ao saber que a sua privacidade foi rompida da assustadora maneira por ti relatada. Sabemos todos que é difícil esquecer episódios dessa natureza. Tenho certeza,porém,de que a nossa solidariedade,a dos teus familiares de São Paulo e dos Estados Unidos e a percepção de que possuis incontáveis amigos,lhes servirá de consolo. Em uníssono,agradeçamos a Deus por ter protegido os que ficaram à mercê dos invasores quando a casa foi assaltada.

  4. Milton boa noite !
    Nos sentimos agredidos também,ficamos muito preocupados com o ocorrido e mais aliviados em saber que ao menos físicamente,e na medida do possível, vcs estejam bem.
    Seja bem vindo!, estaremos sempre com pensamentos positivos e torcendo por dias mais felizes para vc e sua família.
    Grande abraço de seu amigo
    Luis Fernando Gallo

  5. Força, Milton! Melhoras emocionais para você e seus familiares. Não é porque neste caso não houve violência física grave (como alguém seriamente ferido) que isto deixa de ser violência. É a violência emocional, o ataque ao nosso direito de ir e vir, uma agressão às pessoas do bem. É algo que sempre revolta e que precisa ser cada vez mais combatido. Nossa sociedade não pode ser refém dos criminosos, eles é que tem que se render às forças da Lei. Tudo de bom sempre, Milton, e bom trabalho aí na CBN.

  6. Milton,

    Tenha certeza que essa violência não revolta somente você, mas a todos nós. De fato, ficamos preocupados com sua ausência, já que sua saída se deu no meio do Jornal da CBN. Agora que sabemos o motivo, só nos resta ser solidários contigo e que possa voltar a ter a tranquilidade e conforto que jamais deveriam ter sido abalados. Força. E que a justiça seja feita (ainda que tardia) com quem provoca esse medo em muitas outras famílias brasileiras.

    Abs

  7. Caro Milton, lamento realmente pelo que ocorreu, mas partindo do pior veja o que pode fazer para tentar melhorar essa situação (Força!!!). Espero sinceramente que possa virar essa página nefasta da sua vida.
    Moro em Fortaleza-Ceará, e acompanho sempre os seus comentários em sua participação todas as manhãs durante a programação do Rádio CBN.

    Um abraço e tudo de bom pra você!

    Cláudio Costa

  8. Carissimo Milton, é com profunda tristeza e preocupação que recebo essa péssima noticia. Compartilho consigo dessa terrivel situação. Infelizmente vivi momentos semelhantes quando morava com minha familia em frente a Praça do Por do Sol, em Alto de Pinheiros. Cheguei a fundar a Sociedade Amigos da Praça do Por do Sol para tentar fazer frente a esse cenario de violencia e abandono de nossas instituições. Tudo inutil. Poderei contar detalhes dessa situação pessoalmente.

    Um grande abraço e total solidariedade,

    Julio Tannus

  9. Puxa Milton, sinto pelo q aconteceu com vcs. Um simples assalto me deixou com marcas, imagino a invasão do próprio lar. Que vcs possam virar essa página, mas q ao mesmo tempo o q viveu não seja em vão. Que possamos fazer algo contra essa violência q impera. Um grande beijo em todos.

  10. Milton, boa tarde.

    Quarta feira última deixei o carro numa rua bem próxima ao local que fui. Coisa não muito demorada. Quando voltei imagine…

    Não que eu tenha achado que seria a última coisa do mundo, mas tem coisa pior.

    Abraços – Infelizmente temos que nos trancafiar em apartamentos, se possível aqueles que não chamam a atenção.

  11. Milton, eu que conheci seus filhos naquela palestra na Campus Party 2009 fiquei revoltado e extremamente triste pelo o que ocorreu. Espero que estejam todos bem. O que fica agora é a indignação, a revolta de mexer com a nossa família. Força sempre. Força!

  12. Caro Milton,

    Estou contigo todas as manhãs, mesmo que você não saiba nem mesmo quem sou, é você quem me faz companhia em quase duas horas de trânsito diários, me instruindo, ensinando e informando sobre o que acontece em São Paulo e no mundo. É como um companheiro de viagem fiel, sempre bem humorado, inteligente e disposto. Senti tua falta nos últimos dias e só fiquei sabendo do ocorrido hoje, apesar de já ter indagado sobre sua ausência no meu íntimo por várias vezes.
    Lamento o ocorrido, desejando que Deus abençoe sua casa e sua família. Espero que todos estejam bem e se recuperando do trauma emocional.
    Me identifiquei com a descrição que fez do seu lar. Que este, deve ser um local de amor e paz para você e sua família. Compreendo a sua sensação de invasão íntima…. Não vou tecer críticas à criminalidade crescente na cidade ou a falta de responsabilidade das autoridades competentes. Quero apenas me solidarizar contigo, emanar energias positivas e desejar que tudo isso fique para trás e que a paz possa novamente, reinar no seu lar.
    Até quarta meu caro amigo!

    Saudações

    Angelita

  13. Milton, E toda familia, que Deus os abençoe neste momento tão complicado e difícil. Sei, como é pois sinto na carne o mesmo problema..Já entraram no Museu, um galpão aqui em Itapecerica + de 20x, e pixaram minha sala etc. Já fiz n BO’s na delegacia.. Não estão nem ai. Nossa segurança está em Deus, pois no nosso governo esquece. Isso são coisas do PMDB,PT etc relaxar os bandidos, pois eles sofreram na ditadura, e não querem que os bandidos sofram nas cadeias. IMPUNIDADE. Você sentiu, e quantos estão sofrendo isso agora? neste minuto? Mas, no Brasil, ninguem se importa. Deixa o barco andar. Tenho nojo destes governantes.

  14. Acompanho desde o início na Tv Cultura e na CBN, fico triste com essa notícia pois como bem disse nossa família e nosso lar é nossa fortaleza, mas que aos poucos vocês voltem a paz.

    Um especial abraço a você e sua família.

    Clarice Mauro

  15. Milton, fiquei muito triste com o que aconteceu, realmente não temos mais paz, outro dia fomos assaltadas, minha filha e eu , em plena 10 horas da manhã, coisa de cinco minutos, não tinha mais coragem de sair de casa ,mas com o passar dos dias e com a realidade que é a vida fomos entrando nessa RODAVIVA novamente..portando força e bola prá frente…Você é muito importante na nossa vida..abraços.
    Iria Molina

  16. Felizmente estes seres nefastos não conseguiram roubar sua coragem de continuar lutando por um mundo mais justo e humano.
    Você é muito querido e toda esta vibração de bem querer fará este momento traumático ser superado sem sequelas . Este é o meu desejo.
    Bom retorno , estarei te ouvindo e torcendo para que no seu lar a paz e a alegria estejam sempre com todos.

  17. Milton, Posso imaginar com você e seus familiares ficaram.
    Pois eu, minha esposa e filho. Já passamos por isto duas vezes. Nos sentimos violentados na alma. Foi horrível!
    Agora é bola para a frente!
    Abraços!
    Heraclio

  18. Milton, em 1985 fui abordado por um casal na Vila Maria me perguntando a horas, quando fui responder, o rapaz sacou um 38 e anunciou o assalto: Tudo numa tranquilidade. Pediu a carteira, tirou a grana, pegou relógio e corrente de ouro e me disse numa voz calma e suave: Vai embora e nem tente chamar a viatura. Vai na paz. Preciso dessa grana. Vai embora para o seu bem. Virei as costas e me mandei. Ainda agredeci por esse trombadinha não ter me machucado ou me dado um tiro. Depois tive a casa roubada 2 vezes nos anos 90. Tudo sem violência. Levaram o produto do roubo e se mandaram. No ano passado um grupo de 12 amigos entre homens e mulheres alugaram um sitio em Mongagua litoral Sul de SP. Resultado: um grupo de 6 bandidos invadiram o sitio, roubaram celulares, carteiras, aparelhos domésticos (tablets, Iphone, Notebook, TVs, e som dos carros). Não satisfeito com o roubo, eles começaram agredir algumas pessoas que estavam o sitio. Quebraram o vidro dos carros, levaram chaves, roubaram motos e e apavoraram quem estava na casa e que em nenhum momento reagiram. Pensei comigo. Quanta diferença: em 1985 quando fui assaltado e tive amigos que foram assaltados os bandidos se contentavam com o produto do roubo. Hj além dos produtos dos roubados, eles são violentos, agressivos, amedrontam e apavoram por puro prazer.E até matam sem dó. A violência de graça. Não sei se isso é fruto da impunidade. Onde essas pessoas já sabem que em pouco tempo estarao praticando esses mesmos crimes e nada mais os apavora. É duro a gente ligar a Tv e assistir uma escuta telefônica onde o bicheiro Cachoeira fala e negocia com membros do Congresso. Cachoeira empresta carro para Delegados. Cachoeira tem gente da PF o avisando que há uma operação em Brasilia e que ele deve tomar cuidado. Policia protegendo bandidos. Policia dando cobertura para bandidos agirem nos predios de luxo ou não de SP. Hj eu não sei mais quem é quem. Milton, força sempre. Hj quando a gente cai na mão desses caras, o fato dos familiares e a gente mesmo estar Vivos já é uma benção de Deus.

  19. Terra de ninguem, parecendo os tempos do velho oeste americano, lampião.
    Estamos sendo cassados por marginais fora e dentro de nossos lares, sendo aterrorizados, mortos, violados em nossos direitos constitucionais.
    Culpa das policias?
    Negativo!
    Nossos legisladores engravatados fingem que não veem o que nós povão, eleitores estamos passando nas mãos de bandidos e os “dimenores” a cada dia parece que estão mais protegidos.
    Força ai amigão Miltão, porque um dia isso tem que mudar
    Alguem, politico, seja quem for do poder publico, judiciário, com consciência e boa vontade, verdadeiro filho de Deus tem que olhar por todos nós, nos livrar destes sofrimentos.
    Ninguem está mais suoportanto tanto pouco caso e descaso de nossas autoridades que não atualizam o codigo penal e o ECA.
    Parece facil falar e aconselhar, mas bola para frente confie em Deus
    E que tudo volte a normalidade.

    Armadno Italo

  20. “Há uma sensação de injustiça que incomoda muito, mas costumo dizer sempre aos meninos que quando nascemos ninguém nos prometeu um mundo justo.”

    Mesmo no turbilhão de pensamentos que deve passar na cabeça nessas horas, você continua indo direto ao ponto com elegância e objetividade. Obrigado.

    Forte abraço,

    Mig

  21. Milton, vai passar, acredite…já passei por isso…dê apoio aos seus filhos que ainda não tem amadurecimento suficiente para entender o que ocorreu e bola pra frente! muita coisa maravilhosa ainda vai acontecer a todos vocês, vire a página e como diria nosso querido Noite Ilustrada, “levanta, sacode a poeira e da volta por cima” Abraços!!

  22. Milton, , apesar de parecer chavão, aquele comercial de refrigerante esta certo. Os bons são maioria, vamos nos concentrar neles e de lá virá a força que precisamos para encarar esse mundo tão injusto.

    Abraços e até breve.

    André Pasqualini

  23. Caro, Milton!

    Nessas horas não tem muito o que ser dito, a não ser que Deus continue protegendo você e sua família, dessa violência a que estamos “a mercê “, e que, infelizmente, as nossas “autoridades” não estão conseguindo segurar.
    Fica com Deus!

  24. Sinto muito… são as únicas palavras que nos restam dizer… diariamente! Retornei ao Brasil em 2006 e ainda vivo com medo! Morei em um país no qual deixamos as chaves no contato quando paramos o carro em um convenience, durante 17 anos… Não sei não… talvez retorne para lá, afinal está difícil de me reacostumar!
    Ouço a cbn todas as manhãs, adoro seu trabalho e espero que isso não o desanime!

  25. Mas o mais importante eles nao levaram e nao poderão levar, a Fe, os sonhos e a vida daqueles que voce ama. Deus o abençoe para que vc continue a ser canal de sabedoria para nos leitores e ouvintes da CBN. A propósito a entrevista de ontem sobre JOb rotation foi mto importante para mim. Obrigada, abraços

  26. Boa Tarde Milton,

    Infelizmente Milton eu sei o que vc deve ter passado, já sofre essa situação por 5 vezes e até hoje me encomado, vejo esse filme passar na minha mente sempre.
    Graças A DEUS, que não fizeram nada com seus filhos e esposa. Bens materiais, vc vai conquistar outras bem melhores.
    Por isso, que não vejo a hora de ir embora, estou contado as horas e os minutos.
    Só espero que a população de SP acorde e comesse a votar certo. Outubro vem ai. Temos que começar as mudanças a partir do prefeito e terminar no governador.
    Vamos fazer igual fizeram os franceses, temos que mudar pois temos a arma na nossas mãos que é o nosso voto.

    Abr,

    SS.

Deixe uma resposta para carlos magno gibrail Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s