12 comentários sobre “Que Brasil queremos?

  1. Milton uma irresponsabilidade do Lula que mandou seu aspone pres. do PT senhor Rui Falcão ,enviar sua tropa de choque do PT, PSTU, PCO, PC do B a manifestação num número ridículo de pessoas no máximo umas 200 ,achando que seriam bem recebidos e poderia ter acontecido uma desgraça. Quiseram tirar proveito deste movimento apartidário e o tiro saiu pela culatra, amanhã serão criticados por todo o país ,mais uma bola fora dos petralhas.
    Um abraço Henrique Schnaider

  2. PENA , QUE VOCES SÃO CONTROLADOS PELA REDE GLOBO… E QUE NÃO TÊM CORAGEM DE FAZER DESTE PAÍS ALGO MELHOR… O LEGADO DA COPA DEIXEM PRA SEUS FILHOS E NETOS

  3. Reivindicações são muito bem vindas desde que pacíficas.
    A minha pergunta é: E no ano que vem ?
    Teremos eleição e espero que esta mesma revolta de todos nós contra essa CORRUPÇÃO suja que ainda continua neste país e a política do PÃO e CIRCO seja lembrada nas urnas.
    Espero realmente que estes jovens que vemos hoje nas ruas não se iludam ou se vendam em troca de promessas deslumbrantes, independente do partido político ou candidato. Aliás eu mesmo sou apartidário faz tempo.
    Precisamos também fazer nossa parte com muito trabalho e dedicação em levar este país para frente.
    obrigado.

  4. Acabo de ser atacado por manifestantes! Hoje (20/06/13), aproximadamente às 21:00hs, manifestantes tentaram parar o meu veículo, à pauladas, na Marginal Tietê. Não sou de posts, mas venho manifestar a minha indignação com o “lado negro” dessas manifestações. Pelo rumo que está tomando, o maior prejudicado, novamente, é o cidadão honesto, que precisa trabalhar, levar os filhos à escola, aquele que carrega o país nas costas pagando impostos absurdos, enquanto os políticos assistem ao caos de camarote. Me solidarizo àqueles pequenos empreendedores que tiveram o seu negócio saqueado, àqueles que foram tolhidos do seu direto de ir e vir, perdendo compromissos importantes e outros transtornos. Ao invés disso, porque esses pseudo-manifestantes não frequentam o Congresso, a Assembléia Legislativa, acompanhando cada legislador, “postando no facebook” o horário que cada um chega, quando sai, em que votam, com quem andam e seu reunem, … Sabe porque não o fazem? Porque dá trabalho, é mais fácil parar carros na rua e tirar uma foto e “postar” no facebook que “está mudando o país”. É assim que se muda um país? Acredito que um país se muda com a transformação de cada indivíduo. Não conseguimos ainda transformar comportamentos “básicos” e ainda lembrar indivíduos “que não se joga latinhas pela janela do carro ou papel no chão, que não se corta fila, que se deve respeitar o próximo, que não é bonito dar “jeitinhos”, que educação é muito mais que notas do ENEM, …, ouço muito também que “devemos exigir que os políticos devem melhorar a saúde, educação, transporte… Mas a pergunta que não quer calar: “exigir de Tiriricas e Felicianos que façam melhores políticas de educação e saúde?” Estão de brincadeira… Felicianos e Tiriricas não foram eleitos por minoria de vândalos-manifestantes. Desculpe amigos o desabafo, mas não aguentei… Abs,

  5. acho muito triste escutar vc todos os dias e ter que mudar pra band news quando começa o tal kenedy…..muito triste ver a cbn ceder a esse tipo de propaganda governista………

  6. Ônibus+Metrô+trem ilimitados por 3 horas e tarifa a R$ 3,00 no Bilhete Único seria uma boa para São Paulo.Só baixar o preço da tarifa não achei uma proposta inteligente por parte do movimento Passe Livre.Poderia ser melhor.Uma pena!

  7. A pergunta poderia ser feita de outra maneira: O que nós não queremos ??

    O que nós queremos é que haja compromisso com o dinheiro público, compromisso com os investimentos e com a população, mesmo que não se tenha recursos para maiores investimentos.

    Agora, como ser indiferente aos anseios populares nessas diversas reivindicações se o Brasil está “jogando” dinheiro fora através de gastos exorbitantes ?

    Não queremos mais partidos e nem financiamento público dos mesmos
    Não queremos salários estratosféricos aos parlamentares, que não valem nem metade do que ganham
    Não queremos falácias, tipo 800 aeroportos, 2400 creches, trem bala, belo monte e outras pérolas que só geram corrupção
    Não queremos cura gay que desviam o foco da corrupção e geram desrespeito para com o ser humano
    Não queremos uma venezuelização no Brasil
    E muito mais coisas que eu ficaria aqui a manhã toda escrevendo

    Abraços

  8. Os movimentos que vem acontecendo no Brasil demostram a insatisfação dos brasileiros com as políticas públicas.
    Mas creio que meu sentimento é igual o de todos e devemos aproveitar para fazer reinvindicações de forma geral que na minha opinião atinge:
    – Reforma do Judiciário com seus diversos recursos que torna impunes os criminoso com maior poder aquisitivo;
    – Leis mais rígidas e que facilitem a investigação contra políticos;
    – Inclusive a perda de mandato e prisão imediata dos mensaleiros já condenados;
    – Diminuição das regalias dos deputados e senadores;
    – Reforma das Leis dos presídios que hoje mais parecem Universidades do crime;
    – Facilitar e obrigar que a Receita Federal investigue constantemente o patrimônio dos políticos (Cuja investigação atualmente parece não existir);
    – Proibir o uso das instituições do governo para fazer política;
    – A direção de Instituições com participação governamental deve ser assumida por administradores competentes e não políticos;
    – Imediato enxugamento do governo com seus diversos Ministérios usados apenas para fazer política e não servem ao povo;
    – Investigação e punição aos responsáveis por tantas obras iniciadas e que hoje estão paradas ou nunca terminam, apenas comem o nosso dinheiro ou servem para desvio de recursos públicos.

    Creio que essas são apenas algumas das coisas que devem mudar no governo e que só com essas mudanças já sobrariam recursos para investir em moradia, transporte, saúde, segurança… e muitas outras áreas carentes.

  9. Caro Milton tentei escrever para o Kennedy Alencar e não consegui pois não aguento mais ouvir os comentários totalmente partidários do PT que o mesmo faz. Ele tem toda liberdade de ter suas convicções, porém no seu programa ele deveria manter-se neutro e fazer apenas uma análise como jornalista, como ele pode chamar os manifestantes de fascistas, se o PT e sua tropa de choque foram totalmente irresponsáveis ao comparecer a AV. Paulista. Ele diz que os jovens só terão soluções com os partidos, só que eles estão nas ruas contra estes partidos corruptos e sem moral. Portanto “Presidenta” Dilma REFORMA POLÍTICA JÁ, isso é que ele deveria ter dito. Milton pense na possibilidade de troca de comentarista político, seria muito bom para nos seus ouvintes ter alguém isento de vínculos partidários.
    Um abraço
    Henrique Schnaider

    • Henrique,

      Kennedy não chamou os manifestantes de facistas nem defendeu a tentativa do PT de ir às ruas. “O PT errou ao tentar pegar carona nas manifestações ontem”, disse o comentarista com todas estas palavras. O que lembrou, e isto tem sido dito por vários analistas, é que não se pode querer uma democracia sem partidos, isto foi o que fizeram os fascistas com resultados péssimos.

  10. Queremos um país politicamente transparente, onde todos os direitos são respeitados. Queremos um país sem os malufs, renas, kassabs, alkimins, fhcs, serras, dirceus, aecios, alvaros, jardes, azeredos, cesas, rodrigos, moranos, campos, rorizes, arrudas e muitos outros.
    Mesmo apoiando, fazendo e achando excelente os nossos protestos, eu começo achar que já estamos perdendo o foco a situação já esta comesando a sir do controle e perdendo objetividade.
    Penso, que já esta na hora das liderenças repensarem novas trajetórias e mudar o rumo. Por que se não, vão comessar aparecer o vandalismo e tudo que estamos querendo, rola morrro abaixo.

    Abr,

    Jose Sinval.

  11. O QUE A MÉDICA ESCREVEU ABAIXO, ME FEZ LEMBRAR DO ULTIMO ANO DE VIDA DA MINHA QUERIDA MÃEZINHA AOS 93 ANOS, PENSIONISTA DO INSS, IMAGINEM O QUANTO RECEBIA DO INSS, POR CAUSA DA AVANÇADA IDADE SOFRIA DE UMA SÉRIE DE PATOLOGIAS, SENDO ENTÃO EU SEU UNICO FILHO, POR NÃO TER COMO PAGAR UM PLANO DE SAUDE, INFELIZMENTE E SOFRIVELMENTE AO EXTREMO, TER QUE RECORRER AS POCILGAS, HOSPITAIS PUBLICOS DO SUS.
    IMAGINEM A MINHA VIA CRUCIS E TODA SORTE DE DESCASO, SOFRIMENTOS, HUMILHAÇÕES, ETC QUE TIVEMOS QUE PASSAR E OS OUTROS PACIENTES E ACOMPANHANTES NAQUELA POCILGA, O HOSPITAL E ESCOLA SÃO PAULO, HSP, NA VILA MARIANA RUA PEDRO DE TOLETO, SEM ESQUECER QUE MEU PAI TAMBÉM PADECEU “NAS MÃOS DO SUS” ATÉ SUA MORTE.
    NÃO IREI ALONGAR MUITO:
    MINHA MÃE COM MUITAS DORES PELO CORPO, DEBILITADA RECEBEU SORO INTRAVENOSO SENTADA EM UMA CADEIRA DE PLÁSTICO POR HORAS A FIO DEPOIS DE MUITO EU TER QUE “BRIGAR” PARA QUE ELA RECEBESSE O SORO INTRAVENOSO.
    O INFERNO INICIOU AS 18 HORAS E ASSIM PASSAMOS A MADRUGADA INTEIRA, COM MINHA MÃE SOFRENDO NUMA CADEIRA DE PLÁSTICO E EU SENTADO NO CHÃO DO PROINTO SOCORRO, POIS NÃO EXISTIAM CADEIRAS, MACAS DISPONIVEIS PARA MINHA MÃE E OUTROS NAS MESMAS CONDIÇÕES E OS QUE ESTAVAM NAS MACAS TREMENDAMENTE IMUNDAS, AO LADO DO EXPURGO QUE É A LIXEIRA HOSPITALAR, AO LADO DE OUTROS PACIENTES PORTADORES DE VÁRIAS ENFERMIDADES INFECCIOSAS, BALEADOS, ATROPELADOS, ACIDENTADOS, ETC.
    DEPOIS DE DOIS DIAS DE SOFRIMENTO MINHA MÃE AINDA NA CADEIRA QUANDO ENTÃO PERDI A PACIÊNCIA CATEI UM DOS DIRETORES DO HOSPITAL PELO COLARINHO EXIGINDO QUE MINHA MÃE E OUTROS PACIENTES FOSSEM TRANSFERIDOS PARA UM LOCAL ONDE DISPUNHAM DE CAMAS, MAS NÃO FOI ISSO EXATAMENTE QUE ACONTECEU, MINHA MÃE FOI PARA UMA MACA NO CORREDOR ENTUPIDO DE GENTE, IMUNDO, ELA PERMANECEU POR MAIS DOIS DIAS ATÉ QUE DEPOIS DE DIZER QUE IA RECORRER AO MPSP TRANSFERIRAM MINHA MÃE PARA UMA ENFERMARIA, COM NO MINIMO UNS CINQUENTA PACIENTES AMONTOADOS.
    VAMOS AOS EXAMES, UM DELES COLANGIOGRAFIA NÃO FOI POSSIVEL REALIZAR PORQUE OS EQUIPAMENTOS ESTAVAM INOPERANTES ENTRE OUTROS E AI MINHA UNICA ALTERNATIVA, RECORRER A UM LABORATORIO DE ANALISES CLINICAS PARTICULARES E TER QUE PAGAR MAIS DE MIL E DUZENTOS REAIS, ATE QUE FINALMENTE QUASE UMA SEMANA DEPOIS SE DERAM CONTA QUE MINHA MÃE TINHA PEDRAS, CALCULOS NO COLEDOTO E TEVE QUE PASSAR POR CIRURGIA, POREM DEVIDO A SUA IDADE AVANÇADA, DEMORA NO ATENDIMENTO COM O PASSAR DOS DIAS NÃO RECUPEROU SUA SAUDE E FALECEU EM 2007.
    ESTA É A REALIDADE DE MAIS UM BRASILEIRO QUE TEVE INFELIZMENTE RECORRER AO SUS, ONDE O LULA EM MAIS UMA DAS SUAS BRAVATAS, MENTIRAS ESCANDALOSAS, COVARDEMENTE COMO SEMPRE E QUE ADORA DIZER QUE A SAÚDE BRASILEIRA, PUBLICA ESTARIA PERTO DA PERFEIÇÃO!
    E PELO QUE ME DIZEM NADA MUDOU E NÃO RÁ MUDAR TÃO CEDO PARA MELHOR O ATENDIMENTO NA SAUDE PUBLICA
    E ASSIM TEMOS QUE ASSISTIR NOSSOS POLITICOS SENDO INTERNADOS EM LUXUOSOS HOSPITAIS PARTICULARES, AS CUSTAS DO DINHEIRO PUBLICO, LULA, SARNEY, DILMA, POR EXEMPLO QUE TRATARAM SUAS MOLESTIAS E AINA TRATAM NO RENOMADO, CARISSIMO, LUXUOSO, HOSPITAL SIRIO E LIBANÊS, ESTE PARA POUQUISSIMOS MORTAIS SOMENTE, QUE PODEM PAGAR UMA ESTADIA EQUIVALENTE A UM HOTEL DEZ ESTRÊLAS E PARA COMPLETAR OS TAIS MAIORAIS DA NAÇÃO, POR EM QUANTO, DANDO RISADAS DAS NOSSAS CARAS COM ARES DE DESCASO PARA COM A POPULAÇÃO, QUANDO “SOFREM” POR CAUSA DE UMA VERRUGA OU UMA UNHA ENCRAVADA.
    Tudo que uma médica BRASILEIRA, que trabalha no interior, quer falar pra “Presidenta” hoje:

    Dilma, deixa eu te falar uma coisa! Este ano completo 7 anos de formada pela Universidade Federal Fluminense e desde então, por opção de vida, trabalho no interior. Inclusive hoje, não moro mais num grande centro. Já trabalhei em cada canto… Você não sabe o que eu já vi e vivi, não só como médica, mas como cidadã brasileira. Já tive que comprar remédio com meu dinheiro, porque a mãe da criança só tinha R$ 2,00 para comprar o pão. Por que comprei? Porque não tinha vaga no hospital para internar e eu já tinha usado todos os espaços possíveis (inclusive do corredor!) para internar os mais graves. Você sabe o que é puxadinho? Agora, já viu dentro de enfermaria? Pois é, eu já vi. E muitos. Sabe o que é mãe e filho dormirem na mesma maca porque simplesmente não havia espaço para sequer uma cadeira? Já viu macas tão grudadas, mas tão grudadas, que na hora da visita médica era necessário chamar um por um para o consultório porque era impossível transitar na enfermaria? Já trabalhei num local em que tive que autorizar que o familiar trouxesse comida ( não tinha, ora bolas!) e já trabalhei em outro que lotava na hora do lanche (diga-se refresco ralo com biscoito de péssima qualidade) que era distribuído aos que aguardavam na recepção. Já esperei 12 horas por um simples hemograma. Já perdi o paciente antes de conseguir um mera ultrassonografia. Já vi luva descartável ser reciclada. Já deixei de conseguir vaga em UTI pra doente grave porque eu não tinha um exame complementar que justificasse o pedido. Já fui ambuzando um prematuro de 1Kg (que óbvio, a mãe não tinha feito pré natal!) por 40 Km para vê-lo morrer na porta do hospital sem poder fazer nada. A ambulância não tinha nada…Tem mais, calma! Já tive que escolher direta ou indiretamente quem deveria viver. E morrer…Já ouvi muito desaforo de paciente, revoltando com tanto descaso e que na hora da raiva, desconta no médico, como eu, como meus colegas, na enfermeira, na recepcionista, no segurança, mas nunca em você. Já ouviu alguém dizer na tua cara: meu filho vai morrer e a culpa é tua? Não, né? E a culpa nem era minha, mas era tua, talvez. Ou do teu antecessor. Ou do antecessor dele…Já vi gente morrer! Óbvio, médico sempre vê gente morrendo, mas de apendicite, porque não tinha centro cirúrgico no lugar, nem ambulância pra transferir, nem vaga em outro hospital? Agonizando, de insuficiência respiratória, porque não tinha laringoscópio, não tinha tubo, não tinha respirador? De sepse, porque não tinha antibiótico, não tinha isolamento, não tinha UTI? A gente é preparado pra ver gente morrer, mas não nessas condições. Ah Dilma, você não sabe mesmo o que eu já vi! Mas deixa eu te falar uma coisa: trazer médico de Cuba, de Marte ou de qualquer outro lugar, não vai resolver nada! E você sabe bem disso. Só está tentado enrolar a gente com essa conversa fiada. É tanto descaso, tanta carência, tanto despreparo… As pessoas adoecem pela fome, pela sede, pela falta de saneamento e educação e quando procuram os hospitais, despejam em nós todas as suas frustrações, medos, incertezas… Mas às vezes eu não tenho luva e fio pra fazer uma sutura, o que dirá uma resposta para todo o seu sofrimento! O problema do interior não é falta de médico. É falta de estrutura, de interesse, de vergonha na cara. Na tua cara e dessa corja que te acompanha! Não é só salário que a gente reivindica. Eu não quero ganhar muito num lugar que tenha que fingir que faço medicina. E acho que a maioria dos médicos brasileiros também não.
    Quer um conselho? Pare de falar besteira em rede nacional e admita: já deu pra vocês! Eu sei que na hora do desespero, a gente apela, mas vamos combinar, você abusou! Se você não sabe ser “presidenta”, desculpe-me, mas eu sei ser médica, mas por conta da incompetência de vocês, não estou conseguindo exercer minha função com louvor!
    Não sei se isso vai chegar até você, mas já valeu pelo desabafo!

    Fernanda Melo, médica, moradora e trabalhadora de Cabo Frio, cidade da baixada litorânea do estado do Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s