Avalanche Tricolor: com a cara e a coragem

 

Bahia 0 x 3 Grêmio
Brasileiro – Arena Fonte Nova

 

 

A bola acabara de se chocar no travessão, após oportunista cabeceada de Elano, parecendo que mais uma vez se perderia no gramado como fez em boa parte do jogo quando foi passada sem destino e chutada sem direção. Mesmo os jogadores adversários davam sinais de alívio ao perceberem aquela bola indo embora após um dos poucos ataques gremistas. Foi quando com a cara e a coragem um dos nossos gringos se atirou em direção a ela em uma tentativa desesperada e audaciosa. A chuteira do marcador lhe acertou o rosto, o corpo caiu estendido na pequena área enquanto a nuca se chocava na grama. A bola tomava a direção da linha de fundo, mas, talvez agradecida pelo sacrifício, desviou em direção ao gol que já estava vazio. Riveros não teve chance sequer de comemorar a abertura do placar, e poucos dos seus colegas, também, pois estavam preocupados com a condição do colega que deixou o campo na maca. Assim se iniciou a primeira conquista do Grêmio fora de casa neste campeonato.

 

Mesmo sem a excelência do futebol que esperamos, conseguimos uma importante vitória que se completou com um gol de chiripa, como costumam dizer lá na minha terra, marcado por outro gringo que estava em campo, Maxi Rodrigues, e com a troca de passe entre os irmãos Biteco, concluída pelo mais velho da família, Guilherme. Relevando a ausência de vários titulares e acrescentando o fato de o placar ter sido clássico e os três pontos fundamentais, o jogo jogado pela nossa equipe ainda está distante do desejado. Hoje, porém, tudo isso pouco me importa, pois ao menos nos aproximamos do G-4 e provamos nossa capacidade de entrar na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro, com o jeito de ser do Grêmio: com a cara e a coragem.

12 comentários sobre “Avalanche Tricolor: com a cara e a coragem

  1. Parecia que teríamos mais uma rodada triste para nosso time, mas depois do primeiro gol, com a raça que o Grêmio merece, as coisas melhoraram. Novamente não jogou bem, é verdade, e precisará muito mais para superar o líder Cruzeiro quarta-feira, em Porto Alegre. Uma rodada de cada vez e que a evolução continue.

    P.S: O pai mais feliz neste domingo, sem dúvida foi o da dupla Biteco.

    Abraços, Milton.

    • Bruno,

      Temos, torcida e time, encarar como uma decisão a partida contra o Cruzeiro. É tirar ponto do líder e se der entrar no G4. Mesmo que não se consiga na próxima rodada, este é o caminnho: pontuar sempre, mesmo quando estiver mal em campo.

  2. O Dia dos Pais não poderia terminar sem que os papais tricolores completassem a sua justa alegria com uma vitória do Grêmio. Ela chegou só no segundo tempo. O primeiro tem de ser esquecido. Rezei para Padre Reus com toda a força da minha fé. E ele fez mais do que eu havia pedido quase de joelhos. Quando já estava conformado com 1 x 0,os gringos e os irmão Biteco fizeram dois a mais do que aquele que bastaria para alegrar este papai que lhes escreve. Parabéns pelo teu belo texto,Mílton sobre a vitória do Dia dos Pais.

  3. Milton, nenhum dos times desse brasileirão está mostrando qualquer excelência do futebol. A maioria entra em campo e não se tem a menor ideia de como será seu desempenho. Estão quase todos no mesmo balaio, como diria minha Vó. Portanto os menos piores ficarão na parte de cima da tabela. A propósito sou uma Vascaína que já fez sua promessa para que seu time permaneça na primeira divisão.Abraços

  4. Finalmente um jogador com a velha cara do Grêmio , disputando todas com raça , garra e dedicação , recompensado com um gol kamicase.Grande RIVEROS..Abraços.

  5. Futebol é uma caixinha de surpresas, mesmo! Quando não se espera mais muita coisa do time, vem uma vitória (e vitórias não interessam como, se com técnica, tática, impedimento, penâlti inexistente e mesmo com cabeçada imortal) que nos anima novamente. Mas sempre tem o mas. Mas temos que ganhar na quarta, no próximo final de semana e muitas rodadas ainda, mas quem sabe agora o time engrena!

    • Gunar,

      Temos de lutar sempre, cabecear o pé adversário se for o caso, pois este é o caminho da vitória (mas que jogando bem nos dá mais tranquilidade, isso dá)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s