Um e-mail para Bel Pesce

 

Por Carlos Magno Gibrail

 

Bel Pesce TED

 

Poucos minutos antes das sete horas, ao menos três manhãs por semana, levo meu filho Rodolfo, de 11 anos, ao Pueri Domus. Um trajeto de quinze a vinte minutos. Do Morumbi à Verbo Divino. Tempo precioso para um diálogo com o meu filho. O que me motiva para a jornada que se inicia. Por isso mesmo, para não interferir, ligo o rádio somente depois que o deixo na escola. A não ser naqueles dias em que estou só. E, não faz muito tempo, comecei a ouvir nestas ocasiões a interessante conversação entre o Milton Jung e a Bel Pesce. Quando logo apostei em que a forma jovem do contexto poderia facilitar o entendimento do conteúdo para o meu filho.

 

A primeira confirmação veio de cara. Liguei o rádio e assim que se iniciou o programa não veio nenhum repúdio da parte dele. Fato que me animou a repetir a experiência. Até que na semana passada atrasei a ligar o rádio e ele perguntou: “Não está na hora do caderninho da Bel?”. Contente com o resultado resolvi então comprovar a aposta inicial. E, na segunda feira, entrei no carro faltando dois minutos para as sete horas e não liguei o rádio. Ele sentou e perguntou: ”Você não vai ligar no programa da Bel?” Justamente neste dia o tema se referia ao amor e ódio aos e-mails, terminando na abordagem dos aspectos positivos de parte deles. Sugerindo então que se enviassem e-mails.

 

Motivado pelo resultado da introdução do Rodolfo ao noticiário do rádio, via Bel e Milton, resolvi colocar neste espaço, que ocupo todas as quartas, o agradecimento à contribuição de ambos. E, informar que a CBN ganha um novo ouvinte novo. Rodolfo, 11 anos, e fã do CADERNINHO DA BEL.

 

Carlos Magno Gibrail é mestre em Administração, Organização e Recursos Humanos. Escreve no Blog do Milton Jung, às quartas-feiras.

19 comentários sobre “Um e-mail para Bel Pesce

  1. Olá Milton, talvez esse não seja o lugar correto para essa pergunta.
    Mas não encontrei outra forma de faze-lá.
    Ouvi no seu programa na rádio cbn no dia 11/08/2014 um comentário de uma pessoa que não me recordo o nome de um tal relógio que tem gps e outras coisinhas mais e que o preço é em torno de 600 reais.
    Pois bem, procurei encontrar alguma coisa no site da cbn, mas não consegui me lembro que foi perto de 6 e meia da manhã.
    Seria possível saber qual seria o tal relógio?
    Obrigado!

  2. Jogue fora esse caderno! Sou ouvinte há muitos anos da cbn e a chegada dessa moça à programação, para supostamente nos dar “lições” de negócios e de moral reflete bem o processo de juniorizacão ( ou “infantilizacão”?) por que passa o mercado de trabalho. É muito decepcionante escutar o Milton Jung se prestar ao papel de perguntar: “Então, o que DEVO anotar no meu caderninho?”. Ainda a escutei vários dias também na volta da escola das crianças, mas nessa semana comecei a mudar para outra emissora no horário dela. 😦 abraço!

    • Prezado “Joãozinho”,

      Acredito que a intenção da CBN ao colocar uma jovem de sucesso comprovado, com raro currículo e experiência, é atender ao público jovem e juvenil.E, com absoluta qualidade de conteúdo. Afinal de contas inúmeros pais e mães estão neste horário com seus filhos no carro.O alvo é o banco de trás, sem desmorecer o banco da frente.
      Acredito então que é uma estratégia visando o futuro da rádio. E, como diria Oliveto, “O primeiro sutiã nunca se esquece”
      Tenho certeza que baseado no experimento com meu filho, o público jovem está recebendo e aprovando a mensagem.
      Tenho certeza também , que o Milton Jung ao aceitar o clima da Bel, está demonstrando a mesma flexibilidade e contemporaneidade que mostra ao absorver a modernidade dos equipamentos e sistemas atuais de comunicação. É um dos jornalistas mais versáteis no uso das novas tecnologias de transmissão de informações.
      O seu comentário enriquece o meu conhecimento, pois não tinha até então imaginado que este espírito de abordagem pudesse ser tão contestado, embora a segmentação de mercado seja um dos temas mais instigantes e relevantes no marketing moderno.
      Obrigado pela presença.

    • Acabo de enviar à CBN meu comentario sobre a pretenciosa Bel Pesce que nos faz procurar outra emissora enquanto ela conta as estorinhas do “marketing de fazer chover no molhado”! Para dizer que o mercado está perdendo uma COMPETENTA PROFISSIONAL do MIT que espalha pelos ares da radio o quanto é vivida em experiencias corporativas, como se isso fosse tão óbvio como sao oos contos que ela conta! Para dizer que ela nos faça o favor de procurar um TRABALHO e nos poupe de tanta obviedade, afinal de Paulo Coelho ja está o mundo cheio e enjoado!

  3. Oi Milton e Carlos Magno. Também escuto a cbn no caminho da escola das crianças. Todo dia. Confesso que sentimos falta do Ethevaldo, que os meninos adoravam, mas achei o quadro da Bel bem interessante. Ela própria tem um olhar atento e observador, e o que é melhor, sempre voltado a contribuir, a acrescentar. Isso não é pouco. Suas impressões e anotações, ditas com tamanha simplicidade, numa linguagem acessível aos meninos despertam neles novos olhares. Nao são temas infantis mas os alcançam igualmente. Acho isso muito bom. Aliás um deles , o Luiz Antônio, de onze anos, que adora tecnologia, é fluente em inglês e passou até a sonhar com o MIT. Daqui dos rincões goianos. Já pensou?

    • Elizabeth, muito oportuna a sua confirmação do espírito e da estratégia do “Caderninho da Bel, do Milton e da CBN”.
      Que este comentário seja também um voto para o início de uma carreira brilhante do Luiz Antônio no MIT .
      Obrigado por sua participação e saudações a turma do banco de trás. Futuro promissor.

      • E para o Joãozinho que mudou de emissora só posso dizer uma coisa: – Some não, querido. Manda um postal de vez em quando!

  4. Olá! Os meus filhos gostavam bastante do Ethevaldo. Como ficou mais cedo, às vezes ainda dá para escutá-lo quando eles entram no carro. Entendo a estratégia de buscar formar novos ouvintes e tb os pontos que Joaozinho levantou. Talvez então os temas devessem ser outros para os pequenos, não os do mundo corporativo. Por outro lado, caso os conteúdos sejam mesmo de negócios, o que tem mais a ver com o público executivo da CBN, tb talvez o Milton, com toda a sua experiência, pudesse ajudar a mocinha a adequar um pouco o tom de atendente do Google que ela imprime, bem como ter alguém fazendo uma curadoria, para a mesma parar de trazer quase sempre temas infantis ou de autoajuda barata. Enfim, a ideia da CBN é boa em ter essa sessão no programa , mas parece inconsistente.

    • Gilvan,entendo a sua perspectiva crítica e louvo o seu entendimento da inclusão de algo novo na programação. De outro lado, aceito o ar juvenil que você discorda.
      De tudo isso acredito que é bem saudável a inovação e mesmo a sua discussão.
      Como se vê, particularmente aprecio a forma e o conteúdo.
      Obrigado pela participação.

  5. Esse programa e muito consistente e de uma linguagem que agrada as pessoas de cabeça aberta para entender de forma simples oque realmente funcionaes esta n. Direta e que sabe passar as coisas simples da vida que te levam ao sucesso de alcançar seus sonhos.
    E fica aqui uma pergunta, tenho uma filha de 19 anos inteligenre e faz faculdade, queria que ela fique curiosa por tudo e saiba que as oportunidades estao no seu dia a dia?
    Abçs.
    Leda

  6. Fico imensamente feliz de saber que assim como eu existem diversos espectadores da Bel Pesce.
    Sou completamente encantada com com o jeito inovador que ela leva aos ouvintes assunto tão relevantes, é uma incrível comunicadora, de uma maneira fácil e descontraída cativa novos ouvintes.
    Como ela mesmo diz “todos somos empreendedores em algum momento de nossas vidas” não importa a idade.
    Isso me motivou muito e me fez querer aprofundar ainda mais no assunto de empreendedorismo. Eu sem qualquer perspectiva hoje penso fora da caixinha, estou mudando meu foco aprendendo a cada dia mais sobre business e agora ainda mais motivada para ser mais uma empreendedora no Brasil.

    Já admira seu trabalho Carlos Magno agora ainda mais, lendo seus artigos na CBN e ainda sabendo que assim como eu somos ouvintes da Bel.

  7. Olá todos da equipe CBN E ouvintes, só quero comentar que sempre ouço programações da CBN e gosto muito do caderninho da Bel , é uma maneira simples e produtiva pra muitas pessoas , assim como eu simples , muito bom mesmo toda programação parabéns!!

  8. Essa coluna da Bel Pesce é simplesmente uma aberração dentro da programaçao séria da CBN. È inacreditavel termos que ouvir essas bobagens e obviedades infantilóides, num !orario tao nobre! Se querem passar isso, porque não poem as 15:35 da tarde por exemplo? um bom horario para quem assiste Sessao da Tarde…

  9. Olá a todos! Retomando o meu comentário de quase um ano atrás, a coisa só piorou. São raros os dias em que o tema trazido para o “caderninho” agrega algo e/ou é diferente de clichês, “fórmulas de bem-viver” ou dicas “espertas”, sem mencionar a autopromoção barata, disfarçada de “experiências”…

  10. É até hilário ouvir o caderninho da Bel após escutar o maravilhoso Mário Sérgio Cortella e Ethevaldo Siqueira. É como sair de uma piscina olímpica e entrar em uma tina!

  11. Será que essa coluna não vai, mesmo, acabar?? É terrível ter que escutar essas inutilidades de Bel Pesce, que insistem em dizer ser “muito experiente”, nada além de uma yuppie deslumbrada em começo de carreira. Pelamordedeus!! Tirem isso do ar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s