Avalanche Tricolor: Felipão, eternamente gremista!

 

16970728522_b726df1165_z

 

Lá se vai Felipão! É o que pensam muitos daqueles que resumem sua vivência com o futebol ao que se publica nas reportagens esportivas. Imagino que outros tantos, que costumam se ater a breves capítulos em lugar de analisar a história, também devem estar crentes dessa verdade. Leram hoje pela manhã que o técnico deixava o comando do time que assumiu no ano passado, após a perda do título Gaúcho e de dois resultados negativos no Campeonato Brasileiro. E acreditaram. Ledo engano!

 

Felipão não se irá jamais do Grêmio. Ele eternizou seu nome, deixou suas marcas e troféus. Será para sempre lembrado pela forma como forjou times vencedores, mesmo quando os títulos não foram conquistados. Transformou elencos muitas vezes mal-falados pela crítica em grupos de batalhadores, talentosos e vitoriosos jogadores. Ajudou a construir o mito da imortalidade.

 

Em suas passagens pelo comando da equipe levou o Grêmio dez vezes a finais de competições. Nos fez campeões gaúcho em 1987, 1995 e 1996; da Copa do Brasil, em 1994, da Libertadores, em 1995, da Recopa Sul-Americana e do Campeonato Brasileiro, em 1996. Até à final do Mundial Interclubes nos levou, e só não a levou por circunstâncias tortuosas que apenas quem é gremista sabe bem quais foram.

 

Como técnico do Grêmio, ganhou sete finais de dez disputadas. Ganhou de goleada: 7 x 3. Foi também uma goleada histórica, 4 x 1, em um Gre-Nal, jogado no dia de seu aniversário, seu legado nestes dez meses em que, graças a fidelidade ao ex-presidente Fábio Koff, se dedicou a treinar o time gremista. E registro esse fato, pois acabo de ler de um crítico que Felipão não fez nada pelo Grêmio nessa passagem. Memória curta!

 

Felipão fez, sim! E, mesmo agora, quando sai do cargo, segue fazendo ao escrever carta na qual alerta para os riscos que o Grêmio corre, vítima que pode ser de uma luta política que só serve aos que pensam apenas em seus interesses. Com a personalidade que agregou à imortalidade tricolor, diz que deixa o Grêmio agora para não impor nenhum ônus ao clube: “eu quero deixar o Grêmio em condições e possibilidades de até boas contratações se assim quiser. Porque aí será melhor para o Grêmio. Eu como gremista gostaria de ver muito mais. Um Grêmio muito melhor”.

 

Ao ler que Felipão foi embora do Grêmio, não acredite, não. Felipão não se irá jamais! Felipão sempre será do Grêmio! Eternamente gremista!

Um comentário sobre “Avalanche Tricolor: Felipão, eternamente gremista!

  1. Valeu Felipão,sua marca ficará para sempre na história do Grêmio.
    Valeu Milton Jung (Radio CBN),seu comentário sobre a pessoa e o técnico “Felipão” me aliviou a alma
    Gremista,sim,com muito orgulho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s