Avalanche Tricolor: antes que comece a próxima partida

 

Veranópolis 0x1 Grêmio
Gaúcho – Estádio Antônio David Farina/Veranópolis

 

24580626999_73ae6a74de_z

Lincoln é destaque no time do Grêmio FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA no Flickr

 

Jogo tarde da noite, o caro e raro leitor deste blog sabe bem da minha dificuldade para escrever. Mal consigo ficar em pé até a hora que a partida se encerra, pois logo em seguida terei de levantar para trabalhar. Imagine, então, ter de traduzir em palavras meus sentimentos enquanto olho para o relógio e acompanho os ponteiros se encontrando à meia-noite. O problema é que se demorar muito para publicar esta Avalanche, o próximo jogo já se iniciou, pois amanhã, sexta-feira, já estaremos em campo novamente.

 

De qualquer forma, resolvi deixar para hoje cedo, quando o sono ainda me aplaca, para contar a você o que assisti, ontem ao fim da noite, no acanhado Antônio David Farina, em Veranópolis. Um estádio, aliás, que está anos-luz fora do tempo, com todo respeito aos simpáticos torcedores adversários; alguns, inclusive, vendo a partida sentados sobre o muro que cerca o local. O conforto aos jogadores reservas e comissão técnica não ia muito além. O reservado me lembrava as antigas casamatas, nas quais o pessoal ficava sentado a altura do campo e se levantasse corria o risco de bater com a cabeça no teto.

 

Confesso que não saberia falar sobre a condição do gramado, mas a forma como perdemos mais um volante neste início de temporada deu-me a entender que a coisa ali também estava feia. Moisés travou o pé no piso enquanto tentava desarmar o adversário, e foi de lá direto para o departamento médico fazer companhia para Wallace e Ramiro.

 

Preocupa-me muito a perda de jogadores com tantas competições sendo disputadas ao mesmo tempo. Levo medo sempre que um dos nossos escapa a driblar em direção ao gol, pois tenho a impressão de que o marcador será implacável à saúde alheia. Uma chegada mais afoita pode selar o destino de nossos jogadores para o restante do ano.

 

A boa notícia de ontem é ver que Lincoln tende a crescer ainda mais com a experiência e a personalidade que vem adquirindo a cada entrada no time. Se conseguimos produzir alguma coisa no ataque, devemos muito ao talento do guri que, ontem, vestiu a camisa 10. Sem contar que a assistência que levou Bobô a marcar o único gol da partida ainda ofereceu ao atacante a oportunidade de reconquistar a confiança perdida há algum tempo. Sabemos que a autoestima dos centroavantes depende muito dos gol marcados. E pela maratona de jogos que temos à frente, Bobô pode ser útil (desde que fazendo gols, claro).

 

Gostei também de ver Felipe Tontini estreando no segundo tempo em lugar de Giuliano (outro que andou pelo departamento médico). Pelo lado direito do campo, mostrou domínio de bola, coragem para driblar e bom passe. Mesmo que sejam necessários mais jogos para confirmar suas qualidades, é sempre legal saber que os talentos rondam nosso elenco.

 

Por falar em elenco, eis aí talvez a melhor das notícias de ontem à noite. Com todas as dificuldades de entrosamento, o Grêmio tem sido capaz de vencer suas partidas, acumular pontos nas competições que disputa e fazer um rodízio de jogadores. De bons jogadores.

 

2 comentários sobre “Avalanche Tricolor: antes que comece a próxima partida

  1. Tontini é aqui de Foz do Iguaçu, tomara que fique por muito tempo e conquiste títulos. Pela base mantida, e reforços que chegaram, além do bom trabalho do treinador Roger, 2016 tem tudo para ser especial. Eu, assim como a maioria dos gremistas, sou sempre otimista quanto a isso, hehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s