White Collar: você vai torcer por esta amizade quase impossível

 

Por Biba Mello

 

 

FILME DA SEMANA:
“White Collar”
Uma série de Jeff Easting
Gênero: Série investigativa/comédia
País:USA

 

Neal Cafrey, ladrão e falsificador, começa a ser consultor do FBI, ou melhor, consultor de seu algoz do FBI. Juntos, eles caçam grandes bandidos, desvendando de maneira inteligente alguns crimes muito elaborados.

 

Por que ver:
Para começar, devo dizer que é realmente empolgante assistir a um gato incrível como Matt Bomer agir como um charmoso e elegante bandido.

 

A série é beeemmm levinha e interessante. Os roteiros inteligentes nos permitem somar vários conhecimentos inúteis para o hall de coisas “importantes, só que não”,do nosso HD interno.

 

A maior parte dos crimes é relacionada ao mundo das artes, o que é um ponto a mais para o “chame da série”.

 

A dupla carismática formada pelo “Peter”, agente certinho e competente do FBI, e “Neal”, marginal cativante e gênio, vai fazer você torcer por esta amizade.

 

A melhor definição para série é que ela sem dúvida alguma é muito divertida!

 

Como ver:
Crianças que já sabem ler podem ver. Acredito que as de oito anos para frente se interessarão na série, bem como toda a família. As cenas mais “pesadas”são levinhas….

 

Quando não ver:
Tem algum amigo cléptomaníaco? Bom, melhor não convidá-lo…Vai que você dá alguma ideia, né?!!!!

 

Biba Mello, diretora de cinema, blogger e apaixonada por assuntos femininos. Dá dicas de filmes e séries aqui no Blog do Mílton Jung

Um comentário sobre “White Collar: você vai torcer por esta amizade quase impossível

  1. ABANDONO DO PATRIMONIO PUBLICO – CASA DA MARQUESA DE SANTOS NO PARQUE DOM PEDRO

    Sou nascido em São Paulo, no bairro do Tatuapé e comecei a trabalhar registrado aos 13 anos, no ano de 1965, com autorização do Juiz da Vara Menores, como office-boy na Tecelagem Santa Constância (da falecida Constanza Pascolato).
    Desde aquela época aprendi a admirar a arquitetura dos Prédios, Museus, Monumentos e Casarões, que retratavam a influência de outros países.

    No ano de 1971 servi ao Exercito Brasileiro no SEGUNDO BATALHÃO DE GUARDAS, situado no Parque Dom Pedro.
    Naquela época o prédio estava ,deteriorado, porém havia um pelotão de manutenção comandado pelo Cabo Roque, que com poucos recursos executava essa tarefa.

    Como estamos vivendo o momento olímpico lembro que por este prédio passaram o herói corintiano BASILIO ( serviu 1969 na época SETIMA COMPANHIA DE GUARDAS) e em 1971 o nosso camarada JOÃO DO PULO ( soldado da TERCEIRA COMPANHIA DO SEGUNDO BATALHÃO DE GUARDAS).

    Hoje sinto tristeza ao passar enfrente ao prédio abandonado que é de propriedade do Governo Estadual.

    Quem sabe após esse breve relato, tomem providências e o restaurem para abrigar um museu ou outro equipamento social.

    Grato.

    Ademir Pinheiro da Silva
    RG 6.407.438-9
    Fone 11-97663-1010

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s