Quintanares: Numismática

 

 

Poema de Mário Quintana
Publicado em Apontamentos de História Sobrenatural
Interpretado por Milton Ferretti Jung

 

A moeda de prata
é casta.
tem um brilho de luar.
A moeda de ouro
traz a efígie de um touro solar.
Ela acende um brilho assassino no olhar.
Com elas se compram cortesãs.
Com elas,
por causa delas,
repousam galeões no fundo do mar.
A moeda de ouro é pomposa
e vulgar como o Rei-Sol.
A moeda de prata é uma rosa lunar.
Uma rosa branca.
Não sei por que, parece
uma Ave-Maria…

 

Quintanares foi quadro apresentado, originalmente, na Rádio Guaíba de Porto Alegre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s