Conte Sua História de São Paulo 468: postal do Bixiga

Amaryllis Schloenbach

Ouvinte da CBN

Bairro do Bixiga em foto de Gabriel Fernandes no Flickr
Do alto da escadaria
uma paisagem bizarra
se desnuda ante meus olhos.
Reflexo de meu fascínio
pelo bairro que tanto amo,
de onde retiro o alimento
para os sonhos que sustento.
Como poeta solitária
em um mundo tão povoado,
os fantasmas do passado
acalento entre meus braços.
Bixiga tradicional,
por contraste, de vanguarda.
Região de tantas luzes
e de sons alucinados.


De pureza e sedução
de extravagantes pecados,
prostitutas, travestis,
parzinhos apaixonados.
De casais bem comportados,
de motéis sempre lotados.
De prédios ensolarados,
de becos, vilas, malocas
de malandragens, macumbas,
de entusiastas do samba,
de paulistas de costado,
de imigrantes arraigados.
De pizza, macarronada,
de vinhos, queijos, salames,
de um chopinho bem gelado.

De feiras, festas e crimes,
teatros, bares, cantinas,
buzinas, vaga ocupada,
guarda-carros e ambulantes.
Da Achiropita famosa,
de campanários e fé.
Da via expressa, da pressa,
dos passeios demorados.
De encontros despreocupados,
de luar, de serenata,
de meus antigos cismares,
de meus projetos futuros.
Do meu fervor, do meu pranto,
do meu gáudio, do meu riso,
Bixiga do meu encanto!

Amaryllis Schloenbach é personagem do Conte Sua História de São Paulo. A sonorização é do Cláudio Antonio. Você ainda pode participar das comemorações dos 468 anos da nossa cidade. Envie seu texto para contesuahistoria@cbn.com.br. Para ouvir outros capítulos, visite o meu blog miltonjung.com.br ou o podcast do Conte Sua História de São Paulo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s