De coração


 

Por Maria Lucia Solla

Ouça De Coração na voz e sonorizado pela autora

421555747_7f11a4c832

Meu coração andou disparando além da conta, no mês passado; o que me levou a passar um dia na emergência do hospital. Ele acalmou, mas eu ainda estou processando o fato, e não tinha me dado conta disso. A gente pensa que é forte, que pode e despode quando quer, mas não é bem assim.

Na sala fria, te furam, examinam teus humores e marcam teus compassos. Invadem a festa, trocam a música, mandam embora a tua turma, escondem a comida, acendem uma luz fria e afiada na tua cara, e a você só cabe se dar conta do quanto é pequeno, na matéria.

Lá, a gente viaja no lado duro, escuro, solitário e esburacado da vida. Não fique nervoso! Não chore! quando é tudo o que você precisa e quer fazer: ficar nervoso, descontrolado, e chorar. Muito.

Chorar esperando que alguém venha apoiar tua cabeça no colo e fazer cafuné para você dormir. Chorar até que segurem tua mão, firme-firme, te olhem nos olhos e digam: vai ficar tudo bem! e você chora, esperando acreditar.

Ali, na ante-sala do purgatório, a gente se sente frágil; fica sozinho, sem roupas nem sapatos. Tiram tudo de você, em troca da promessa de vida. E você dá; sem piar. Na iminência de mais uma agulhada no braço, se entrega total e incondicionalmente. Nem questiona sobre o líquido que goteja braço adentro, invadindo tua reserva; teus segredos. Você se agarra a qualquer coisa que represente esperança de voltar a ver a turma.

Depois de tudo isso, meu caro doutor Amaral, venho aqui pedir perdão pelo sumiço. Empaquei. Não liguei para dar notícia, satisfação de como vou passando. Também não foi por desamor à vida que não fiz o último exame; laboratório confuso, informação truncada, gente atrapalhada. E eu, cansada!

Prometo que logo mais reassumo essa responsabilidade e vou buscar a tua ajuda. Agora não dá.

Aquele pedaço de vida entre parênteses, no hospital, foi mais difícil de assimilar do que eu tinha imaginado. O osso era muito mais duro de roer; muito mais do que eu podia crer.

O senhor tem esmiuçado as vias de acesso e de escape, no mapa do meu coração, e não chegou a um diagnóstico, mas posso arriscar um palpite?

meu coração tem certeza
de que ainda é maluco-beleza
mas eu te peço o favor
não diga a ele
que já não sou mais menina
e hoje mais maluca que beleza

deixa ele na fantasia e eu na incerteza
ou seria o contrário?

Maria Lucia Solla é terapeuta, professora de língua estrangeira, realiza curso de comunicação e expressão e, aos domingos, com todo seu coração, escreve no Blog do Mílton Jung


Conheça outras imagens na galeria de imagens de Marcus Zorbis, no Flickr

18 comentários sobre “De coração

  1. Hoje você tem consulta marcada e não vai poder faltar,o medico vai te pegar em casa.
    Tem terapia e operação.
    Vá direto pra mesa. Uma dose de café com espuma( anestésico poderoso)
    Solta a lingua. Vamos aprender a viver? A doutora Sofia vai opinar!
    Você deve meditar minha senhora! Vamos a técnica do bolo indiano…Operação compartilhar.
    Você é, você pode, você tem, você não está só.
    Você não está mais só. Você não está mais só. Você nunca esteve.
    O doutor vai passar pra te buscar. Prepare seu coração de menina. É ele quem vai te salvar.
    Palavras da Dra. Sofia, especialista em vida. Formada na casa de mestres em amar.
    Hoje é dia de sol outra vez. Prepare o seu coração.

  2. AMIGA MARIA LUCIA,
    BOM DIA
    PELA GRANDEZA DE SUA PESSOA,DE SEU CARÁTER,DE SUA BONDADE,TENHA CERTEZA DE QUE QUALQUER CORAÇÃO É PEQUENO PERTO DO SEU
    BEIJO
    fARININHA.

  3. Minha carísssima Mike Lima:

    Tá vendo só?

    quem mandou não respeitar os limites da velocidade e acabou entrando em overspeed!
    Ai minha cara!
    Crash!
    Masssssssssss……………….
    Quando era mais jovem, depois que me desliguei da aviação, tornei-me em terra executivo de corporações, face as minhas especialidades adquiridas anteriormente.
    A minha casa era uma mala, maleta, hoteis, pousadas.
    Reuniões, mais reuniões, eventos o ano inteiro, work shop, seminários, congressos, jantares, almoços, compromissos, correndo atrás de resultados e numeros ;inatingíveis", metas e mais metas, Ahhhh!
    A familia, filhos duas adolescentes, duas pequenas, pais idosos e eu filho único, o social,?
    A sutil pressão da sociedade?
    Também estes também pegavam feio ou bonito!
    E o lazer que era bom, qualidade de vida natural, "dar um tempo", umas horas ou dia reservado literalmente "para não fazer absolutamente nada, nadica de nada"?
    Até que um dia, sem notar estava eu voando proximo aos 50000 pés, próximo aos desesseis quilometros de altitude, ou melhor, nestas altitudes já flutuando na troposfera, na velocidade mach 1.2, e os alarmes da minha aeronave da vida me avisando constantemente que eu estava bem acima da velocidade e nivel de criuseiro seguro.
    Ai minha cara, entrei em overspeeed, tentei reduzir a velocidade para a indicada nos manuais da minha aeronave da vida, acabei entrando em stall e fui parar no hospitall, com "fadiga na célula" e um monte de panes generalizadas, ate quase a temivel pane seca!
    Depois dessas, agora procuro "voar" em niveis e parâmetros seguros, sigo na risca os manuais da minha aeronave da vida, e técnicos, mecânicos e engenheiros.
    Outros valores, outra forma "de voar" novos procedimentos, novas condutas.
    Lá em cima, voando bem alto, não tem acostamento, posto de gasolina, borracheiros, auto eletrico.
    Melhor ficar mais aqui em baixo né?
    Diz um amigo meu médico, que afirma o seguinte:
    Quando passamos dos sessenta anos, começamos a chamar ambulância de taxi!
    Não seia sua idade.
    Mas espero que tudo não passou de um susto ok?
    aprendi que sempre aprendemos algo com "doenças", sintomas, desastres, tribulações e afins.
    Te cuida ai ok?
    Tô por aqui
    Bjus e bom domingo e uma exelente semana.
    Alfa India November.

  4. Mama,

    Olha que bacana o Farina no pedaço!

    Tem que voltar no Dr. Mama… Fichas caem, poemas saem, plantas verdes ficam floridas na primavera… Mas o Tum Tum só fica 100% se cuidar 100%!

    No mais, o que posso dizer… que o purgatório dentro do nosso coração, na nossa mente, é o que pesa de fato… A maquininha pesa também, mas não somos a maquininha, tanto quanto somos o mental e o emocional…

    Quanto mais pra dentro, mais forte a sensação. Mas cuida do Avatar que ele é quem passeia conosco pema Mãe Natureza! Sem ele por aqui, aí sim, vira Purgatório!

    Beijos,

    Pi

  5. Ricardo Maruo,

    bem-vindo e obrigada pelo carinho.

    Pois é, incerteza é saudável porque equilibra a soberba. Demais, paralisa.

    Fantasia é saudável quando te permite ver o que se passa nas estrelas e ouvir o que elas dizem. Demais, te leva embora e você nem percebe.

    Volte sempre.

    Beijo e boa semana,
    ml

  6. filho meu,

    o farina passa sempre por aqui.

    Tava esperando bronca, até porque aprendi que limite é sinônimo de amor.

    Não prometo 100%, mas vou atrás. Pode deixar. Adorei o tum-tum.

    Amo você.

    Beijo e boa semana,
    mm

  7. Aguenta coraçao, minha querida!

    Só sendo forte pra segurar tanta emoção neste dia tao maravilhoso como foi hoje.

    É melhor repetir sempre…

    Beijos e uma ótima semana.

  8. Olá Malú,

    A vida nos prega certas coisas e devemos entender quando é hora de desacelerar e andar em velocidade controlada.

    Cuidar da mente é mais fácil mas cuidar do corpo requer muitos cuidados e na correria do dia-à-dia deixamos sempre para depois! Vou confessar só para você: não sou o melhor exemplo também! Sou ligado no 220V o tempo todo.

    Faça todo dia, se puder e quiser, faça sempre aquilo que fizemos juntos hoje: um gostoso café da manhã regado à presença de amigos maravilhosos! Também um bom papo, capuccino, bolo indiano trazido pelo Sérgio e pelo Rafael com direito aquele abraço apertado dos seus amigos de agora e de sempre!

    Nunca se esqueça: estamos juntos e todos misturados!

    Beijos e ótima semana sem passar dos limites do corpo.

  9. Minha amiga,

    Vou de novo para Sampa e não quero brigar com voce de novo, por favor cuide da sua vidinha.

    Aqui em Brasilia, tres colegas da Cfp se foram,, a gente tem que aceitar, mas cuide de voce por favor!!!!

    Adorei o que escreveu e detestei o seu instito que ignora as nossa nova fase.

    Beijos,

  10. Karen,

    sabe que quando cheguei em casa, não consegui mais sair? Fiquei aqui quietinha e, pela primeira vez, assisti ao jogo. Isso que eu nem tinha vontade.
    Fiquei braba! Os caras da Costa do Marfim são do mal! Caramba! Não tem graça ver um jogo assim.

    Mas o carinho dos amigos, ah! esse sim, quero sempre e quero mais.

    Beijo e boa semana,
    ml

  11. cláudio,

    a vida não é rally que tem planilha, equipamento eletrônico e co-piloto para avisar que tem curva fechada à esquerda, e em seguida. ponte de madeira sem proteção.e a gente vem sem manual de instrução. Vai se conhecendo e aprendendo dia a dia, minuto a minuto, sempre depois que passou.

    Agora, abraço faz efeito mais duradouro do que qualquer antidepressivo, calmante, ou qq outra droga que venha a ser descoberta. Disso estou certa.

    Beijo e boa semana,
    ml

  12. cláudia,

    venha!
    E eu tenho lá tempo de cuidar da vida de outra? A minha já me deixa toda enrolada. Imagine!

    Não brigue comigo. A gente já passa tão pouco tempo juntas. Fecha um olho, se faz de boba, me abraça e diz que gosta de mim. Só isso! É do que eu preciso.

    Dou sempre o melhor de mim. Se não dou mais, é porque não tenho.

    Beijo.
    Amo você,
    ml

  13. Eu confesso: demorei pra entrar aqui e se soubesse o que estava adiando, teria entrado antes.

    E quem foi que disse que a MALUquice e a beleza não são a mesma coisa? E pior ainda: quem disse que os momentos difíceis não são ainda mais belos(e insanos)?… é só distanciar-se o bastante para perceber tudo, afinal, também existe calma dentro do caos.

Deixe uma resposta para jose luiz farina Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s