Ganhos privados em lugares públicos

 

Por Carlos Magno Gibrail

O rendimento mensal médio no emprego público é hoje de R$ 2.494,00, enquanto no privado é de R$ 1.323,00, uma diferença de 188%.

Lula herdou de FHC 156% e manteve, aproximadamente, esta diferença entre público e privado no primeiro mandato, mas a partir de 2006 acentuou o “gap” chegando até os 188% de hoje.

Estes dados obtidos do IBGE e do Ministério do Planejamento balizaram os jornalistas Gustavo Patu e Pedro Soares em reportagem na Folha, onde chamam a atenção pela acentuada tendência do aumento salarial e do crescimento de contingente no setor público.

Ao mesmo tempo, o jornalista Fernando Dantas no Estado informa que a terceirização de mão de obra cresceu 85% de 2006 a 2009 de acordo com o TCU.

Estes crescimentos de gastos foram sustentados pelo desempenho econômico que manteve a gestão Lula dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal, pois o PIB brasileiro , 8º do mundo, avaliza gastos e crescimento.

E gera dispersões e distorções, pois de um lado tal posição da atividade econômica deveria possibilitar remuneração do trabalho privado maior do que a pública. De outro lado, o serviço público poderia ter dado mostras de melhoria, na medida em que oferecendo rendimentos maiores teria maior capacidade e eficiência administrativa.

É por isso que apenas na economia somos 8º do mundo, pois em educação, saúde, habitação, transportes e demais indicadores como IDH, GINI, etc estamos distantes das boas posições.

É por isso também, que é de espantar que diante de desafios tão instigantes, política e políticos fiquem com assuntos privados (aborto, Deus, reajustes corporativos) em funções públicas.


Carlos Magno Gibrail é doutor em marketing de moda e escreve, às quartas, no Blog do Mílton Jung

A imagem deste post é do álbum digital de Mateus Waechter no Flickr

7 comentários sobre “Ganhos privados em lugares públicos

  1. .
    _ “…do povo, pelo povo e para o povo…”;
    .
    ainda tenho fé, que mais dia ou menos dia
    .
    nós acordaremos e entenderoms que somos a maior força!!!
    .
    Sobre a terceirização, sabe por que ou por que motivo os nossos representantes [rsrs; é o que eles dizem] a criaram???
    .
    Seria para suprir uma demanda temporária, ou seja, a maioria dos quem estão trabalhando terceirizado, estão contra a Constituição.
    .
    Isso mesmo, é anticonstituicional!!!
    Pelo menos é assim que vejo!!!
    .
    .
    ass: Douglas The Flash
    .
    N14x2dc2N!$x2dc229Dez20101421Qua291210AspPjNewM14131759
    .
    http://eujafuiprejudicadoporservicospublicos.wordpress.com/

  2. Douglas The Flash
    Dentre outras questões, podemos prever para o futuro uma fuga de mão de obra para o serviço público, na busca das vantagens pecuniárias e de segurança.
    A situação de desequilibrio sempre causará distorções.
    Veja que os aumentos aconteceram no valor e na quantidade.
    Visitei o teu site e é evidente o objetivo privado dentro do setor publico quando se idenfica a quantidade de decretos tratando de reajustes e vantagens pessoais dos vereadores.

  3. Nova MODALIDADE
    O governador Sergio Cabral acaba de anunciar um novo segmento ao institucionalizar o BICO para o efetivo da PM .
    Os policiais que trabalham 24hs e folgam 72hs, poderão trabalhar para terceiros no periodo de folga.
    Já seria absurdo em atvidades civis, no caso de área pública e de segurança é uma decisão similar àquelas que geraram o “status quo” da segurança no Rio.

  4. CArlos
    Certamente que nos dias de hoje face a instabilidade que um profissional tem que enfrentar em empresas privada, é mais seguro trabalhar para o governo.
    Mas jamais terão aumento de quase oitenta por cento como deputados, senadores.
    Podem tirar o cavalinho da chuva.
    Para os amigos do rei tudo, para o povo a lei.
    Sem contar os cinco por cento que alguns aposentados irão receber agora em janeiro.
    Abraços
    Armando Italo

  5. Armando Italo,comentário 4
    Na minha opinião ainda não dá para prever as mudanças que virão em função desta nova realidade do mercado de trabalho.
    A unica certeza é que mudanças deverão ocorrer.
    As empresas privadas precisarão certamente abrir sistemas que venham possibilitar atratividade aos talentos. Caso contrário perderão para a área pública.
    Como sempre, as grandes corporações terão mais condições do que as médias e pequenas empresas.
    O importante é acompanhar as mudanças e ter competência para enfrentá-las.

  6. Carlos
    Exelentes profissionais atuantes em varios segmentos, evidenciando os da turma dos velhinhos.com estão sendo dizimados no setor privado e obviamente tentam através de concursos publicos ingressarem no serviço publico.
    No ano passado trabalhei em um final de semana como fiscal em concurso publico federal.
    A idade média dos candidatos era por volta de cincoenta anos e a maioria desempregados, ou em vias de perderem os seus empregos.
    Engenheiros, advogados, médicos, arquitetos formados pelo ITA, PUC, Mack, Politecnica, entre outras faculdades de renome nacional.
    Todos dispostos a trabalharem nos setores administrativos, totalmente fora das suas formações.
    Por outro lado noto a migração de professores catedráticos da USP e outras entidades governamentais para escolas e faculdades privadas, devido aos baixissimos salarios que recebem no setor publico.
    Podemos considerar que tais mestres ao ingressarem nas faculdades privadas, certamente receberão praticamente o dobro em comparação com a faculdade estadual.
    Um professor do ensino medio estadual recebe somente em media, pasme, por hora aula por volta de oito reais.
    O mesmo professor ao migrar para a escola privada passara a receber, pasme novamente, por volta de CINCOENTA REAIS A HORA AULA.
    Eis os paradoxos!
    Porém, mesmo assim, muitos preferem ir para o setor publico diante da segurança nos seus empregos, mesmo ganhando muitas vezes menos da metade.
    FEliz ano novo
    Falando em aumentos salariais, por favor dêem uma passada no meu blog.
    http://www.blogdoaitalo.blogspot.com
    http://www.blogdoaitalo.blogspot.com

  7. Armando Italo,comentário 6
    Especificamente no caso dos professores, setor publico e privado,pagam menos do que se deveria.
    No público , o teto nominal de delegado de policia federal é de 20mil mensais, enquanto o de professor de 10mil reais mensais.
    No privado a hora aula em boa universidade é de 100 a 300 reais, com predominancia para a faixa de até 180 reais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s