Avalanche Tricolor: o Grêmio está na Libertadores!

 

Grêmio 1 x 0 Goiás
Brasileiro – Arena Grêmio

 

 

O Grêmio está na Libertadores!

 

Os que conhecem nossa história sabemos que se há um lugar onde nos sentimos em casa é na Libertadores. Nascemos no Rio Grande mas fomos forjados para lutar na América do Sul. Sonhamos com essa conquista, mais do que o Brasileiro, muito mais do que o Gaúcho. Mas para sonharmos é preciso estar lá. E Renato conseguiu mais uma vez. Um caminho aberto à força e muita dedicação, como ele costumava fazer diante das defesas mais duras que enfrentou quando jogador. Muitos preferem lembrá-lo como um atacante de técnica, mas, não tenha duvida, só foi capaz de romper as barreiras que se formavam entre ele e o gol devido a coragem e a explosão de seus músculos. Com o peito empurrava os zagueiros para dentro de sua própria área. Com os braços abria espaço entre os marcadores. E, claro, completava a jogada com o talento de suas pernas. A cabeça, esta nunca foi o seu forte. Mas mesmo esse aparente desequilíbrio emocional parecia conspirar em favor do seu futebol. Foi com um chutão, de costas para o campo, marcado por dois adversários e espremido na linha lateral, não esqueço jamais, que Renato jogou a bola para César Maluco completar de cabeça o gol que nos deu o título da Libertadores, em 1983. Ali não havia técnica, era pura força e determinação.

 

No comando do Grêmio, Renato fez o que pode para nos levar à Copa Libertadores. Assumiu um grupo de aparente qualidade técnica, mas pouco determinado em campo, resultado do trabalho egoísta do treinador que o antecedeu. Testou diferentes formações, jogou com dois e três zagueiros dependendo da partida, colocou três volantes quando entendeu necessário, arriscou com três atacantes quase toda a competição, tirou gente consagrada e querida pela torcida, não teve vergonha de ouvir o grito das arquibancadas e mudar novamente quando percebeu seu erro. Mesmo diante das críticas de que o time rendia abaixo de seu potencial, manteve-o entre os quatro melhores do campeonato em boa parte da disputa. Jamais esteve ameaçado pelo rebaixamento ou pela falta de competição. Sabia que os gols eram escassos, que a defesa não tinha chance de errar, que alguns de seus titulares eram limitados, que seu goleador poderia ser útil na defesa e seus zagueiros poderiam salvar a lavoura. Sabia também que a torcida iria reclamar. Foi corajoso, às vezes teimoso. Arriscou sua história no clube em busca de um objetivo, mesmo que tivesse de abdicar de craques e do bom futebol. Sempre acreditou que poderíamos estar com uma das vagas da Libertadores mesmo quando as vitórias deixaram de aparecer com a mesma frequência.

 

Com uma rodada de antecedência, Renato e seus comandados levaram o Grêmio onde o Grêmio sempre sonhou estar. E por mais esse feito, obrigado, Renato!

5 comentários sobre “Avalanche Tricolor: o Grêmio está na Libertadores!

  1. Vaga pra quê? Pra cair na primeira ou segunda fase de novo? A torcida se acostumou a aplaudir time ruim, treinador ruim, tudo em nome da ideia de que gaúcho é mais branquinho e se passa por argentino. Metade do elenco é nível de segunda divisão – Pará, Adriano, Mamute e outras feridas. A diretoria é sempre a mesma há mais de 30 anos, revezando-se entre os ‘grupos’ de Odone, Koff e Guerreiro. Aquele chiqueiro da Arena, além de péssimo negócio para o clube, destruiu a vida de muita gente ali do entorno. Comemorar o que, exatamente? Ficar na frente do Inter? Desculpe o mau humor, é que sou gremista mas não sou cego. Koff, Guerreiro e Odone são todos farinha do mesmo saco e mataram meu prazer de torcer pelo Grêmio. Quem sabe um dia nosso clube tenha a diretoria que merece.

  2. Hahahaha, ótima dica ao coitado, e diz ser gremista
    Mas como gremista, o mais importante realmente não foi ficar, ou quase lá, em segundo neste Brasileirão, mas garantir uma vaga na Libertadores do ano que vem é, pode-se dizer com toda certeza, muito mais importante do que ganhar o Gauchão, que não leva a nada e que apenas permite passar gozações ao adversários, o que convenhamos, neste louco mundo virtual de hoje é pouca coisa.

  3. A vaga já está garantida, agora falta apenas um empate contra a Portuguesa no Canindé, para ir direto à fase de grupos. E com um pouco de sorte (ou no caso de nossos coirmãos vermelhos, azar) poderemos ainda ver o Inter rebaixado. Difícil, mas não impossível. Para isso, basta eles perderem para Ponte Preta e Coritiba, Criciúma e Vasco ganharem. O problema que todos eles jogam fora…

    Abs

  4. Belo texto,Mílton,condizente,aliás,com o trabalho motivador de Renato. Está ficando cada vez mais difícil criticar o técnico gremista,
    Na falta do que dizer,comentaristas, que pensam ser mais espertos do que os demais,baixaram a lenha no futebol do Grêmio. Pode ter sido um jogo sofrível e sofrido,neste caso para os torcedores do vencedor,mas o que importa aconteceu:a vitória do Imortal Tricolor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s