Nem os deuses do trânsito salvam

 

Por Milton Ferretti Jung

 

Sei que há quem se dá ao trabalho de ler o que escrevo no blog do Mílton. Não penso que sejam muitos esses abnegados.Tenho por eles (ou ele?),como não poderia deixar de ser,grande respeito. Por isso,afora outros cuidados,lembro que digito o texto nas terças-feiras,mas esse somente é postado nas quintas.Assim,sou obrigado,dependendo do assunto,a correr o risco de que ele fique defasado. Vou usar,no do dia 26,um subterfúgio. Isto é,morador que sou de Porto Alegre,só não sofro com o trânsito caótico dos dias de jogos da Copa do Mundo na Arena da Beira-Rio,porque fico acoitado – ou quase isso -em minha casa. Morador,que sou,da Zona Sul,sofro com a proibição de ir,pelas vias normais,ao Centro da cidade. Já as anormais,que aumentam o trajeto uma enormidade e não contribuem em nada com a velocidade do deslocamento,só podem ser utilizadas por quem tem necessidade de chegar,depois de gastar muito combustível e torrar a paciência,ao local de destino.

 

Nesta terça-feira,estou redigindo o meu texto e lendo na Zero Hora,jornal gaúcho,esta manchete: “PARA (TENTAR) EVITAR O CAOS NO TRÂNSITO”

 

Explica o matutino que,”depois dos congestionamentos no dia de Austrália x Holanda,a EPTC – Empresa Pública de Transportes – preparou ações para tentar aliviar a vida dos motoristas porto-alegrenses”. Afora essa providência,Prefeitura e Estado – leio na ZH – apenas para os seus servidores em Porto Alegre ,anunciou ponto facultativo. Tomo a liberdade de duvidar que essas e outras decisões tenham obtido o esperado efeito (ou seria o desesperado efeito)adotado pelas autoridades ditas competentes,visando a ter evitado,na quarta-feira,25/6,a repetição do caos. Tenho pena dos moradores de prédios,alguns luxuosos,situados nas proximidades do Beira-Rio:eles nunca imaginaram que bem à frente de suas residências,o que era um estádio clubista, viraria Arena.Lembro isso porque,nos dias de jogos da Copa, os proprietários de apartamentos,no local, têm de mostrar documento oficial comprovando que residem na área com entrada restrita. Oxalá,me engane,mas creio que somente os deuses do trânsito podem ter evitado um novo caos na Zona Sul de Porto Alegre,suas adjacências e as supostas vias de mobilidade para quem tem urgência de ir ao Centro Histórico desta cidade.

 


Milton Ferretti Jung é jornalista, radialista e meu pai. Às quintas-feiras, publica seu texto no Blog do Mílton Jung (o filho dele). Desta vez, porém, dado o tema escrito, o editor (seu filho) antecipou a publicação em um dia e, pelo descrito na imprensa gaúcha, a expectativa de que haveria grande congestionamento nesta quarta-feira, antes do jogo da Argentina, estava correta.

2 comentários sobre “Nem os deuses do trânsito salvam

  1. Em São Paulo tivemos as mesmas dificuldades de locomoção nesta segunda e também a prefeitura local optou pelo ponto facultativo.
    Para os “beneficiados”, numa segunda-feira pós feriado prolongado, tudo passou de mais um dia de feriado e São Paulo amanheceu com um dia tranquilo.
    Nos grandes centros, aqui o maior, temos diversos motivos para passarmos pelo dissabor de apresentar não um documento oficial, mas a cara cansada para tanta gente diferente que circula pelos nossos bairros no dia-a-dia. Assim, apesar de moradores, temos as mesmas dificuldades, como se houvesse uma arena em cada esquina.
    A copa apresenta um exemplo do que vemos todos os dias e passivamente nos acostumamos.

    Sobre a leitura dos textos, com certeza, é um dos mais lidos, talvez não tão comentado, mas é um brinde aos nossos olhos e ao nosso conhecimento.

    • Rafael,

      Era de se entender que houvesse restrições na circulação de carros nas regiões dos jogos diante do volume muito grande de pessoas se deslocando para o mesmo espaço. Na cidade de SP, tentou-se o feriado em todos os dias de jogos na Arena Corinthians antes de a Copa se iniciar. Conseguiu-se apenas no jogo de abertura. Nada mais foi planejado para as rodadas seguintes e foi o caos que vimos quando o BR enfrentou o México. Foi daí que surgiu a ideia de ampliar rodízio e manter as faixas exclusivas de ônibus durante todo o dia, o que amenizou a situação mas tem causado prejuízo a muitos trabalhadores.Uma curiosidade: todo o complexo viário construído em Itaquera não está sendo usado para a Copa, pois nos dias de jogos fica interrompido.

Deixe uma resposta para Rafael Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s