Avalanche Tricolor: um sonho mal sonhado

 

Toluca 2 x 0 Grêmio
Libertadores – Nemésio Diez/Toluca (MEX)

 

Grêmio_Bandeira_Fotor

 

O desafio era enorme para o time que começa a temporada tendo de acelerar o ritmo pois tem de cara sua principal competição. Pois tinha a obrigação de fazê-lo a 2,6 mil metros de altura, o que sempre gera transtornos e trapalhadas. Para o torcedor que ficou aqui no Brasil, como eu, acrescente-se o fato de a partida ser de madrugada. Assistir ao jogo, independentemente do resultado, seria um sacrifício com preço a ser cobrado no dia seguinte, durante o expediente de trabalho.

 

Surpreendeu-me, porém, ao ver a bola deslizando no gramado de pé em pé e com movimentação tão intensa de nossos jogadores. Intensidade e velocidade não só rimavam como combinavam em campo. 

 

Ao adversário, empurrado pela torcida e animado pelos pulmões bem acostumados às alturas, restava pouco espaço. Seus atacantes não tinham liberdade para jogar. Os cruzamentos na área eram cortados na origem da jogada, por nossos laterais  sempre bem posicionados. Se por ventura a bola fosse alçada em direção ao nosso gol, contávamos com dois zagueiros saltando no tempo certo, despachando-a para longe, muitas vezes oferecendo a oportunidade do contra-ataque.

 

E lá na frente, aqueles meninos correndo de um lado para o outro, sempre em posição para o chute final proporcionado pelos passes que chegavam redondo dos pés dos meio-campistas. O gol era iminente; a vitória, uma certeza. 

 

Diante deste cenário, um relâmpago fora de hora estourou na madrugada paulistana, aqui perto de casa. Eu acordei desorientado, olhei para a TV e o jogo já havia se encerrado. Peguei o celular para conferir o APP do Grêmio que já anunciava a derrota na estreia da Libertadores.

 

Tudo não havia passado de um sonho mal sonhado. E nos meus sonhos, assistia ao Grêmio que Roger nos ensinou a admirar, em 2015. Que, queira ele, queiram os jogadores e queiramos nós, voltará a campo o mais breve possível.

 

Para meu consolo: um sonho mal sonhado está muito distante de um pesadelo. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s