Empresa começa operar após brigas, bombas e ameaças

 

Concorrência acirrada atrasou início das operações da Leblon, na cidade de Mauá. Os ônibus da empresa começam a rodar, oficialmente, no dia seis de novembro. O MP investiga ações violentas

Ônibus da Leblon, Maua

Por Adamo Bazani/CBN

A prefeitura de Mauá, na Grande São Paulo, determinou que as operações da Empresa Leblon Transporte de Passageiros, vencedora da licitação do lote 02, que contempla 18 linhas, comecem no dia seis de novembro. Será um sábado, ideal para os passageiros se adaptarem às mudanças, e já no primeiro dia útil da semana, terem algum conhecimento das linhas que deixarão de ser prestadas pela Viação Januária, cujo grupo responsável, Baltazar José de Sousa, perdeu o certame público.

Apesar de a Empresa Leblon Transporte, do Paraná, ter vencido a licitação em 2008, esta só conseguiu autorização para iniciar as operações em novembro, principalmente por causa dos recursos jurídicos impetrados pelas empresas TransMauá e Estrela de Mauá, ambas do mesmo dono da Viação Januária, que contestaram a licitação.

Os recursos da TransMauá e Estrela de Mauá chegaram até o Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, instância na qual foram derrubados pelo presidente Ari Pargemdler, que teve o voto seguido por todo o colegiado do STJ, conforme já havia revelado a reportagem.

O secretário de Mobilidade Urbana de Mauá, Renato Moreira dos Santos, conversou com exclusividade com este repórter nesta quinta-feira sobre a expectativa pelo início de operaçao da Leblon: “É uma oportunidade importante para Mauá ter uma operadora com padrão de transporte premiado e que atua num dos melhores sistemas do País”. Em relação a bilhetagem eletrônica, Renato Moreira dos Santos falou que não haverá perda financeira para o usuário. Ele prevê benefícios e diz que o processo está bem adiantado em relação ao sistema a ser utilizado: “A empresa Leblon Transporte está atendendo ao edital de licitação. Até os dias 20 ou 25 deve estar concluída a interoperabilidade. Os equipamentos da Leblon e da Viação Cidade de Mauá vão se comunicar”

Integração tarifária com linhas intermunicipais

De acordo com o Secretário de Mobilidade Urbana de Mauá, as mudanças nos transportes da cidade vão além da entrada de uma nova empresa. Segundo ele, o sistema está sendo remodelado e os passageiros terão novidades que foram antecipados para o Blog.

Já há contatos com a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), que gerencia as linhas de ônibus intermunicipais, e com a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) para que haja uma integração tarifária e não apenas física entre os ônibus municipais de Mauá e o trem e as linhas intermunicipais.

Além disso, a própria concepção de linhas de ônibus será mudada. Atualmente, a cidade conta com linhas radiais, que são aquelas que partem dos bairros e passam obrigatoriamente pelo centro da cidade. Afim de dinamizar as operações e desafogar o trânsito no centro de Mauá tem sido criado um sistema de linhas diametrais, pelo qual os bairros de maior demanda poderão ser ligados sem a necessidade de os ônibus passarem pelo centro da cidade. O sistema tronco alimentador faz parte também destas mudanças implementadas.

Nos principais bairros haverá terminais de onde sairá uma linha de ônibus até o centro. Os bairros próximos a estes terminais serão atendidos por linhas alimentadoras, normalmente com micro-ônibus que farão integração de graça nos terminais de bairro. O primeiro terminal deste tipo deve ser concluído na segunda quinzena de novembro e servirá a região do Zaíra, de onde partirão ônibus articulados até a região central. O segundo, deve ser na região do Itapeva. Outros terminais e ações estão em andamento.

O secretário Renato Moreira dos Santos adiantou que conseguiu com o Ministério das Cidades cerca de R$ 1 milhão para a construção de uma estação de transferência na Avenida Barão de Mauá, uma das principais da cidade. As obras contemplam também melhorias no entorno da estação, como equipamentos de acessibilidade.

Integrar transporte público com bicicleta é também outro objetivo anunciado. A prefeitura pretende criar cerca de 35 quilômetros de ciclovias: “Mauá já tem um dos maiores bicicletários da América Latina e vamos agora oferecer segurança para as pessoas que se utilizam deste meio de transporte. A cidade está se desenvolvendo e vai melhorar ainda mais em relação aos transportes” – conclui.

Micrinhos_Estacionados

Ameaças e caso de polícia

A questão dos transportes em Mauá, na Grande São Paulo, virou caso de polícia. O Ministério Público de São Paulo confirmou que investiga ameaças e atos violentos contra as pessoas envolvidas nas mudanças do setor.

De acordo com a promotoria, além de cartas com imagens de pessoas mortas e textos ameaçadores, uma bomba de fabricação caseira explodiu na residência de um dos agentes que têm colaborado para as transformações nos transportes de Mauá. Por questão de segurança e pela investigação ainda estar sendo realizada, o nome das vítimas é mantido sob sigilo. O Ministério Público, porém, diz estar atento e preocupado com a integridade das pessoas que foram ameaçadas.

Mudanças nas linhas

As 18 linhas que serão operadas pela Leblon Transporte contarão com todos os ônibus novos, com motorização eletrônica e menos poluente. Isso porque, os veículos contam com a possibilidade de usar 5% de Biodisel, o B5, misturados ao diesel convencional. Isso pode reduzir em até 15% os níveis de poluição. Além disso, todos os veículos serão acessíveis, com elevadores para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

A empresa tem realizado constantemente treinamentos especiais para o atendimento a esses passageiros. Não só operar os equipamentos modernos de acessibilidade, mas os motoristas e cobradores são, no treinamento, colocados na posição de uma pessoa com deficiência. Eles têm os olhos vendados, alguns são colocados em cadeira de rodas e outros têm parte dos membros superiores e inferiores imobilizados, para sentirem na prática pelo que passa um usuário com restrições físicas ou visuais.

A empresa diz que não basta ter apenas operadores, mas é necessária humanização no atendimento, como já é feito no sistema de Curitiba, considerado o melhor do País e referência mundial em BRT – Bus Rapid Transit – formado por corredores de ônibus que permitem agilidade no embarque e maior velocidade no sistema de transporte público.
A Leblon Transporte de Passageiros em Mauá tem uma frota de 86 ônibus: 75 operantes e 11 reservas, todos zero quilômetro.

A intenção da Leblon é apresentar um novo conceito de operação e de relacionamento com os usuários e funcionários. Por conta disso, os treinamentos constantes dos trabalhadores, planos de carreira, capacitação e cursos, e futuros canais de comunicação com o usuário.

“O objetivo da Leblon Transporte é oferecer um transporte realmente voltado para as pessoas, com qualidade, respeito e humanização. O Grupo já possui uma experiência desde os anos de 1960 em transportes com excelência em Curitiba e região e traz essa experiência para Mauá. A empresa não veio dividir, mas somar na cidade” – disseram seus dirigentes através de nota divulgada à imprensa.

A empresa afirma que pretende recrutar os funcionários que atualmente trabalham nas linhas do lote 02, da Viação Januária, que deixará de operar.

Atrasos e reclamações

A Secretaria de Mobilidade Urbana recebeu pelo menos 30 notificações por atrasos e falta de cumprimento dos horários. Para coibir as irregularidades, pretende fiscalizar com rigor a qualidade do serviço prestado O trabalho se tornou mais fácil depois da formalização do Resama – Regulamento de Sanções e Multas de Mauá

Conversei com representantes da Viação Cidade de Mauá, operadora do lote 01, que também é dona da Januária, que será substituída pela empresa Leblon O grupo de Baltazar José de Sousa afirmou que opera dentro dos parâmetros legais e possui o direito de fazer contestações judiciais ao se sentir prejudicada. A empresa nega rivalidade com a Leblon e promete colaborar para a melhoria dos transportes na cidade.

Adamo Bazani é repórter da rádio CBN, busólogo e escreve no Blog do Mílton Jung

18 comentários sobre “Empresa começa operar após brigas, bombas e ameaças

  1. Parabens Adamo e a CBN por mais esta grande matéria , mostrando o compromisso com a verdade ,o povo de Mauá agradece.
    Legal saber que temos mais nova uma data definida para iniciar as operações da Leblon, estamos torcendo e desejando que possa dar tudo certo pra ela , e ela posssa trabalhar sem maiores problemas na cidade, .
    Gostaria muito de acrditar nas palavras do Professor Pardal , sr Secretario , e poder viver neste mundo de faz de conta que le fala , mas eu não vivo infelismente , eu vivo em Mauá onde é be diferente a realidade das coisas.

  2. é IMPORTANTE ESTA MUDANÇA QUE SE INICIA EM MAUÁ DO PONTO DE VISTA HISTÓRICO,MAS HÁ ALGO QUE NÃO MUDOU: A DITADURA DO MOTOR DIANTEIRO!!!! QUE mudança é esta ? de que adianta treinar funcionários se os mesmo serão submetidos a condições insalubres de trabalho com aquele motor horrível na dianteira em congestionamentos infindáveis e dias de calor intenso? Sinceramente é decepcionamente que MAUÁ tenha uma empresa nova COM TECNOLOGIA ULTRAPASSADA!!(motor dianteiro)é preciso que se tenha cuidado de só usar este tipo de veículo em determinadas ruas estreitas e distâncias muito curtas(não sei se é o caso de Mauá) contudo,acho exagerado a exaltação a uma empresa que não muda o PADRÃO DE FROTA.

  3. Ótimas noticias, quebra de monopólio no transporte de Mauá e integração tarifária com a EMTU e CPTM. Que este exemplo sirva para as outras cidades do ABC, e do país.

  4. tô torcendo pra que Mauá se dê bem nessa jornada,
    enfim,está chegando uma grande novidade pro transporte publico dessa cidade que há anos passava muitas dificuldades e raivas por causa de uma empresa que explorava os funcionários e passageiros…
    Adeus Januária
    até nunca mais!!!

  5. Parabens mais uma vez pela materia Adamo,muito boa e vç nao imagina com estamos contente com essa noticia que tanto aguardavamos,qual seria o dia da revoluçao do transporte em Maua?Agora sim podemos dizer dia 06 de novembro de 2010.Que venha a Leblon!!!!

  6. Poxa, finalmente vai acabar esse imbróglio já passou da hora dela assumir. E levant outra questão: Em São José dos Campos, quando a Saens Peña assumirá?

  7. Muito obrigado mesmo amigos, pelos comentários.

    Esclarecendo algumas dúvidas: 6 DE NOVEMBRO REALMENTE E A DATA OFOCIAL DATA PELA PREFEITURA E A LEBLON TEM CONDI~ÇÕES DE ASSUMIR PELO ATÉ QUE PRESENCIEI.

    Quantos aos ônibus motor dianteiro, infelizmente, algumas áreas com topografias mais acentuadas exigem veículos mais robustos e de manutenção melhor, por isso a motorização dianteira. Mas na linha troncal do Terminal do Zaíra (futuro) haverá articulados Volvo B 12 M, com motorização no meio.

    Sobre a Saens Peã em São José dos Campos, não tenho mcom responder mesmo. Mas posso pesquisar e tentar alguma informação.

    Agradeço a todos mais uma vez.

  8. Justamente merecido. A Leblon tem muita experiência no transporte coletivo e o faz com muita qualidade, prova disso pode-se ver nos carros impecáveis e na farta tabela de horários entre Curitiba e Fazenda Rio Grande, na RIT de Curitiba. Com certeza, nossa representante do PR em Mauá contribuirá e muito com as pessoas residentes naquela localidade, com transporte mais digno e moderno.

  9. Acho que este é apenas o primeiro passo para as transformações que o transporte urbano de cidades como a de MAUÁ que até então era refém de um único empresário precisa passar.
    A Leblon não só venceu uma licitação mas venceu principalmente o coronelismo exercido por um empresário que nunca soube cuidar do bem maior, que é a população, o usuário que em tempos modernos é tratado como cliente.
    Há ainda muitas cidades sob o domínio de empresários assim, coroneis que enfiam goela abaixo da população, péssimos serviços prestados que merecem serem expurgados do sistema e das cidades, haja visto que a licitação para a formação de consórcio de empresas para atender a região do ABCDM ainda não foi concluida por ações jurídicas destes empresários que não querem perder o seu filão e que, mesmo assim, correndo o risco de perder todas as ações, insistem em não dar um transporte digno a população.
    Parabéns a Leblon e parabéns a população de Mauá pela nova empresa e, torço para que a empresa trate bem a população e vice-versa para que muitas outras transformações possam vir!
    Parabéns Adamo pela excelente reportagem.
    Mário Brian

  10. O sistema de transporte do ABC carece de novidades.

    Santo André ensaiou, bem antes da capital, a integração temporal com a instalação das catracas eletrônicas, mas infelizmente o processo não foi adiante. Uma pena que deixamos de ser vanguarda na região metropolitana, e até hoje o sistema de biletagem eletrônica tem sido usado com o potencial abaixo do que o é permitido.

    Fico feliz com esta mudança em Mauá e desejo que ela reverbere pelos outros municípios da região.

    E parabéns ao Adamo pela iniciativa de publicar informações sobre o processo, uma vez que a mídia do ABC não tem dado a real importência deste fato.

  11. Se a Leblon está comentando que vai contratar os funcionários da Januária;e como fica os novos contratados que já assinaram contrato com a Leblon, e pegaram os uniformes?????
    Vai ter vaga pra tanta gente??????

  12. Olá amigos!
    É com muita satisfação que vejo que a Leblon Transporte finalmente iniciará suas operações, garantindo um transporte de mais qualidade à população. Além de tudo, ela tem o intuito de encantar o cliente, fidelizando-lhes, com novas ideias, propostas, novos carrões!!! hehe e parcerias com EMTU/CPTM para novas integrações tbm.
    Parabenizo o amigo Ádamo pela iniciativa em sempre divulgar o transporte de nossa região de maneira ÉTICA, VERDADEIRA, PROFISSIONAL, mantendo uma relação harmônica entre todos, sempre com muita clareza!
    Um abraço ao Ádamo Bazani, Milton, e demais amigos!!!

    SUCESSO LEBLON, SEJA BEM VINDA A SÃO PAULO!!!

  13. Obrigado a todos mais uma vez pelos coentários que acrescentam informações e engrandecem o blog.

    Malu, você citou uma questão importante.

    Os funcionários já contratados estão com suas vagas garantidas, pelo que consegui apurar.

    Mas ainda há vagas cujos funcionários da empresa que deixará de operar terão prioridade.

    Infelizmente, têm saído algumas notícias não muito isentas em relação aos transportes de Mauá, que confundem a população e os trabalhadores do setor.

    É um dos motivos que me motivaram a cobrir com afinco esta questão e agradeço ao Milton Jung por colaborar comigo com o espaço dado (até mesmo fora das terça-feiras, quando nosso material é fixo)

    Abraços a todos
    Adamo Bazani

  14. até que enfim!!! Trabalho em SCS e o que mais se ve são onibus da EAOSA quebrados pelo caminho!!! Em MAUà são onibus de varias partes do BRASIL que são pintados e colocados para servir muito mal a populaçaõ!!! GRAÇAS A DEUSSSS!!!!

  15. Como sempre, o Adamo nos informa sobre a situação do sistema de transporte do Grande ABC com muita atenção, sempre ouvindo os dois lados. Acho que a cidade de Mauá só tem a ganhar com a operação da Leblon, e NADA a perder com o fim das operações da Januária. Seria bom até mesmo tirar a Barão das operações…

  16. ja vai tarde januaria , e espero que a leblon assuma logo e tudo demorou , porque a falta de respeito com o usuario e o fim , se o baltazar tivesse pensado nisso a tempos atras nao estaria passando por isso , ja vai tarde

Deixe uma resposta para Cristiano Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s