Avalanche Tricolor: pra não dizer que não falei de futebol

 

Atlético Paranaense 2×0 Grêmio
Brasileiro – Arena da Baixada/Curitiba-PR

 

IMG_5561

 

Já falei com vocês de eSports?

 

Isso mesmo, eSports. Ou esporte eletrônico: esse negócio que muita gente confunde com videogame.

 

Certamente já tratei do assunto no meu blog, talvez jamais nesta Avalanche.

 

O esporte eletrônico tem surgido no noticiário com incrível destaque e as equipes que se formam aqui no Brasil se organizam de maneira profissional. Especialmente as que disputam o League of Legends – Lol para os íntimos.

 

Muitas delas mantém suas equipes em casas e apartamentos, e treinam com o suporte de técnico, analista, psicólogo, nutricionista e preparador físico. Sim, a garotada tem de estar em forma, física e mentalmente, para aguentar a tensão das disputas.

 

Neste fim de semana, quatro das melhores equipes do Brasil se enfrentaram para decidir quem teria o direito de estar na final do CBLol – o Brasileirão de Lol – que será disputado no sábado, dia 9 de julho, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

 

Enquanto assistia pela televisão ao futebol, agora há pouco, estava com meu celular em mãos acompanhando a semifinal entre INTZ e Pain Gaming.

 

Pelo celular, você consegue ver os jogos transmitidos diretamente do estúdio onde são disputados, em São Paulo. A cobertura também é profissional: imagem de qualidade, edições bem feitas; narrador, comentarista e repórter detalhando cada lance.

 

Confesso que entendo pouco do jogo e por isso me atentava a animação do narrador de Lol, capaz de me dar noção de que uma equipe estava superando a outra em lances eletrônicos difíceis de serem percebidos por leigos, como eu.

 

A variação do placar, atualizado em tempo real, no alto da tela, me animava sempre que uma equipe era capaz de virar em cima da outra, apesar de minha torcida estar voltada apenas a um dos times.

 

Ao fim e ao cabo, a INTZ, que dizem ser uma das maiores campeãs do Lol brasileiro conquistou vaga para a final e encara a CNB, que garantiu passagem ao vencer a semifinal disputada no sábado.

 

Boa sorte aos finalistas!

 

Ah, perdão, caro e cada vez mais raro leitor, se tomei seu tempo nesta Avalanche falando de um esporte que você não tem o menor interesse.

 

Eu também preferiria dedicar esta Avalanche ao Grêmio, como faço tradicionalmente, mas passei a tarde inteira tentando encontrá-lo em campo e o Grêmio não apareceu. Ao menos não aquele Grêmio que Roger no ensinou a gostar.

 

Fico na expectativa de que ressurja na próxima quarta-feira.

 

E por falar em eSports: meu time venceu e está na final do Lol.

7 comentários sobre “Avalanche Tricolor: pra não dizer que não falei de futebol

  1. Alô Milton Jung: certamente o amigo cronista quis dizer PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALOU DE FUTEBOL e a digitação escreveu ” pra não fizer que não falei de futebol”. Abraço. Enio Seibert.

  2. Caro Enio – estes dedos grossos em teclado fino somados a desatenta atenção me levaram a trocar o “D” pelo “F”, ambos vizinhos na digitação. Obrigado pelo alerta.

    Em tempo: seu recado foi reenviado para o Milton Pai que vai bem de saúde, graças a Deus!

    • Prefiro não falar em futebol. costumo queimar técnicos ou jogadores. Sinto-me,porém,obrigado a pedir ao Roger que dê um tempo nas escalações de Bobô. Ele entrou em campo no Paraná,mas não fez nada de aproveitável. E o Grêmio caiu para o quinto lugar. Ainda bem que o comandante desse blog esteve preocupado com o Lol e os participantes desse jogo.

  3. NOSSA REALIDADE

    Rola a bola, geme a viola,
    O povo chora, a fome piora.
    Falta o líder político
    Neste momento crítico.

    A criança geme com fome,
    O Poder não dá bola e some;
    O povo então se consola com a viola,
    Que rola, chorosa, sem igual,
    No palanque eleitoral.

    Alceu Sebastião Costa

  4. A verdade é que levamos um banho de bola e 2 X 0 ficou barato. Esta semana teremos ainda um Santos embalado e depois o GREnal. Ou reabilitamos ou afundamos de vez. Algo diferente precisa acontecer. O fato é que não temos peças de reposição a altura em algumas posições e sem o Geromel na zaga só por Deus! Boa semana a todos.

    • Eta, homem de pouca fé! Logo tu, caro Danier. Tenho certeza de que suas palavras são apenas um desabafo de alguém que na quarta estará firme e forte diante da TV sofrendo pelo nosso tricolor e certo de que colocaremos 6 pontos no bolso nas duas próximas partidas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s